www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Sábado 17 de Abril de 2021
05:43 hs.

Twitter Faceboock
Já no primeiro mês de Dário, Campinas fica horas com 100% de ocupação nas UTIs neste sábado
Redação

Lotação de UTIs durou de 22h de sexta-feira a 2h deste sábado. Campinas já possui 57.870 casos do novo coronavírus e 1.595 mortes em decorrência da doença.

Ver online

Foto: Osvaldo Furiatto/Divulgação

Na madrugada desse sábado, 23, a rede pública de saúde de Campinas, no interior de São Paulo, chegou a 100% de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para paciente com Covid-19.

A falta de leitos durou 4 horas, durante a manhã foram liberados três leitos de UTI. Até o dia de ontem, 22, a cidade contava apenas com quatro leitos entre os hospitais administrados pela prefeitura e pelo estado. Na rede particular, 113 dos 132 leitos disponíveis para Covid-19 estavam ocupados.

Nos leitos de enfermaria a situação também é preocupante, a taxa de ocupação de leitos já chegou em 98,3% nesta última sexta-feira, níveis comparáveis ao mês de março, no começo da pandemia.

Enquanto os ônibus seguem superlotados e a imensa maioria da população segue trabalhando normalmente para garantir o lucro dos empresários sem nenhum auxílio do governo em meio um grande crise econômica, o prefeito Dario Saadi (Republicanos), em visita ao Hospital Municipal Ouro Verde na manhã de hoje, responsabilizou a juventude e as aglomerações pelo aumento de casos de Covid-19 no município.

Essa situação é fruto não só de Bolsonaro, com sua política negacionista, e de Doria que faz propaganda da vacina, mas nem metade dos trabalhadores da saúde e menos de 1% dos idosos terão acesso a vacina, sendo que em Campinas foram aplicadas apenas 3.362 doses. Esse caos na saúde é responsabilidade também da gestão de Jonas Donizette (PSB), e agora de seu sucessor e ex- Secretário de Esporte da última gestão municipal Dário Saadi (Republicanos).

Dário seguirá atacando os trabalhadores na pandemia como fez Donizette, que foi o principal articulador a nível nacional da aprovação e implementação das Reformas da Previdência municipais de Bolsonaro e Guedes, ataque imenso que atinge em cheio os servidores municipais, em especial aos trabalhadores da saúde - linha de frente no combate a COVID, e que mostra a verdadeira disposição dessa corja de golpistas que é descarregar a crise econômica nas costas dos trabalhadores.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui