www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 28 de Octubre de 2020
05:35 hs.

Twitter Faceboock
Ato dos Correios em BH-MG encontra e presta apoio a moradores de ocupação urbana
Redação

Trabalhadores dos Correios em greve contra a retirada de direitos e a privatização por parte do governo Bolsonaro fizeram uma passeata hoje (27) em Belo Horizonte. Eles encontraram e prestaram apoio aos moradores da ocupação urbana Fábio Alves, que estão acampados em frente à prefeitura de Kalil contra a ameaça de despejo que estão sofrendo em plena pandemia.

Ver online

Os trabalhadores dos Correios fizeram uma manifestação nesta quinta-feira (27) em Belo Horizonte, Minas Gerais, contra a retirada de direitos e a privatização da empresa por parte do governo Bolsonaro junto ao STF (Supremo Tribunal Federal). Essa é a segunda manifestação dessa semana: na segunda (24) ocorreu um ato com mais de 300 carteiros e carteiras na cidade, reunindo, como hoje, delegações de várias cidades da região metropolitana, como Betim, Contagem, Ribeirão das Neves, entre outras.

Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) estão há mais de uma semana em greve nacional, com adesão de 70% da categoria. A empresa conseguiu através do judiciário a diminuição da validade do acordo coletivo feito em 2019, de forma a terminar esse ano, sendo que inicialmente seria válido até 2021. Foi proposto um novo “acordo” que na verdade é um gigante ataque contra os trabalhadores, excluindo 70 das 79 cláusulas do acordo de 2019, entre elas extinguindo licença-maternidade e adicional de risco, impondo redução do vale-alimentação, e aumentando o custeio do plano de saúde em plena pandemia de Covid-19.

O Esquerda Diário e a juventude Faísca Revolucionária estiveram presentes desde a concentração, que começou na Praça da Estação às 11hs, e saiu em passeata até a frente da sede central da empresa.

Ao passar em frente à prefeitura, aconteceu o emocionante encontro do ato dos trabalhadores dos Correios com os moradores da ocupação Fábio Alves, que estão acampados desde terça-feira (25) contra a ameça de despejo de cerca de 700 famílias em plena pandemia. “Nossa casa será a prefeitura até que o Kalil negocie”, dizem os moradores, que por covardia de Alexandre Kalil (PSD) até agora não foram recebidos.

Kalil, nacionalmente conhecido por um suposto combate à pandemia, decide deixar famílias sem moradia enquanto diz “fique em casa”. Com índices cada vez mais alarmantes de contaminados e mortos por Covid-19 em Belo Horizonte, o prefeito mantém a ordem de reintegração e se nega a negociar com as famílias. A qualquer momento os moradores da Fábio Alves podem ser despejados, e certamente a Polícia Militar de Zema não estará de quarentena para levar à frente uma repressão desumana, como aconteceu no Quilombo Campo Grande, sul de Minas Gerais.

Ver essa foto no Instagram

Os trabalhadores dos Correios fizeram uma manifestação nesta quinta-feira (27) em Belo Horizonte, Minas Gerais, contra a retirada de direitos e a privatização da empresa por parte do governo Bolsonaro junto ao STF (Supremo Tribunal Federal). Essa é a segunda manifestação dessa semana. Na segunda (24) ocorreu um ato com mais de 300 carteiros e carteiras na cidade, reunindo, como hoje, delegações de várias cidades da região metropolitana, como Betim, Contagem, Ribeirão das Neves, entre outras. Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) estão há mais de uma semana em greve nacional, com adesão de 70% da categoria. A empresa conseguiu através do judiciário a diminuição da validade do acordo coletivo feito em 2019, de forma a terminar esse ano, sendo que inicialmente seria válido até 2021. Foi proposto um novo “acordo” que na verdade é um gigante ataque contra os trabalhadores, excluindo 70 das 79 cláusulas do acordo de 2019, entre elas extinguindo licença-maternidade e adicional de risco, impondo redução do vale-alimentação, e aumentando o custeio do plano de saúde em plena pandemia de Covid-19. O Esquerda Diário e a juventude Faísca Revolucionária esteve presente desde a concentração, que começou na Praça da Estação às 11hs, e saiu em passeata até a frente da sede central da empresa! #correios #grevedoscorreios #greve #euapoioagrevedoscorreios #trabalhadores #classetrabalhadora #Esquerda #EsquerdaBrasileira #lutadeclasses #forabolsonaro #elenão #elenunca #elejamais #greve #privatizaçãonão #esquerda #correiosbrasil #serviçopúblico #bh #belohorizonte #minasgerais #mg

Uma publicação compartilhada por Esquerda Diário (@esquerdadiariooficial) em

Em uníssono, trabalhadores e moradores da ocupação gritaram “o povo unido jamais será vencido”, e de fato, uma união como essa, com os trabalhadores à frente, carrega em si a potencialidade de barrar o processo de privatização dos Correios e de tantas outras estatais que estão na mira de Bolsonaro, Guedes e do governador Zema, como é o caso da Copasa.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui