www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Viernes 23 de Octubre de 2020
05:28 hs.

Twitter Faceboock
FEMINCÍDIO
Feminicídio mata mais uma jovem em Campinas. Ana Carolina presente!
Redação

A jovem foi assassinada pelo ex namorado na frente dos filhos na madrugada de ontem.

Ver online

Desde o inicio do governo Bolsonaro vimos como os casos de femincídio tem explodido. Isso não é fruto do acaso e sim do discurso machista de Bolsonaro.

Agora com a pandemia do novo coronavírus e com milhões de pessoas tendo que ficar em isolamento social, o peso recai de novo sobre as mulheres. Os caso de violência doméstica tem aumentado, assim como os feminicídios.

Ver também: A pandemia e a violência contra a mulher:

Campinas registrou ontem seu sexto feminicídio no ano. Ana Carolina Alves Cardoso, de apenas 18 anos, foi assassinada com várias facadas por seu ex namorado Lucas dos Anjos Alexandre, de 23 anos, que está foragido. Para piorar, o assassinato ocorreu na frente das duas crianças que eram filhas de Ana Carolina, o que significa consequentemente um grande impacto psicológico na vida dos mesmos. Lucas, o assassino, ainda se mantém foragido.

Ver também: Covid-19 e Violência Doméstica

É preciso entender que este feminicídio vem de uma série que conta com outros cinco em Campinas, ao menos segundo os dados oficiais registrados até o meio do ano, que provavelmente encobrem subnotificações. Além disso, o feminicídio não é somente mais um crime machista isolado da realidade social, são atitudes como estas incentivadas diariamente pelo ódio que a extrema direita impõe contra os pobres em sua maioria negros e negras, LGBT’S, e todas as mulheres.

Ainda no início desse mês, outro feminicídio já tinha sido registrado na cidade.

Além de lidar com a pandemia, as mulheres tem que lidar com o duplo fardo do trabalho doméstico, que com a quarentena e as escolas fechadas tem aumentado. Junto a isso ainda tem que lidar com a violência doméstica e o femincídio. É só isso que o capitalismo tem a reservar às mulheres.

Nós do Esquerda Diário rechaçamos todo ato racista, misógino, machista e LGBTfóbico. Prestamos aqui grande solidariedade à família e amigos (as) de Ana Carolina, exigimos justiça em combate ao machismo em nome de mais uma jovem que teve a vida e futuro ceifados pelo ódio que a extrema direita exala. É por justiça a ela e a todas as mulheres exploradas pelo capitalismo e oprimidas pelo machismo que temos que destruir urgentemente esse sistema!

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui