www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 28 de Octubre de 2020
06:28 hs.

Twitter Faceboock
MONOPÓLIOS DA EDUCAÇÃO
Grupo Ser avalia comprar Laureate, ampliando concentração da educação superior privada no país
Redação

Em comunicado divulgado hoje, o grupo anuncia que pretende comprar o grupo americano, o que mais que dobraria seu tamanho. Grupo Cruzeiro do Sul também está interessado em adquirir o Laureate.

Ver online

O lucrativo mercado da educação superior privada no Brasil está em polvorosa no dia de hoje. O Grupo Ser Educacional, que conta com cerca de 185 mil alunos no país, e é o maior grupo privado de educação no Norte e Nordeste, anunciou que pretende comprar a parte brasileira do grupo americano Laureate, que conta com 270 mil alunos no país, além de universidades em diversos outros países da América Latina e do mundo. Outro tubarão da educação, o grupo Cruzeiro do Sul, que conta com cerca de 350 mil estudantes, também está no páreo para adquirir o grupo Laureate, cuja divisão brasileira está avaliada em cerca de R$ 3 a R$ 3,5 bilhões, demonstrando os tipos de valores que a educação privada movimenta hoje no país.

Alimentados pelos programas dos governos petistas, os enormes conglomerados da educação privada são um negócio extremamente lucrativo, oferecendo uma educação industrial para os milhões que são excluídos das universidades públicas pelo filtro social que é o vestibular. Sem nenhum tipo de compromisso com a pesquisa e a extensão, oferecem diplomas de maneira cada vez mais precária, com cada vez mais cursos em EaD (que vem ampliando a partir das possibilidades oferecidas pelo governo Bolsonaro e pela pandemia) e outras modalidades que visam garantir os lucros dos acionistas e não a qualidade da educação e da formação dos estudantes. A própria Laureate é um exemplo disso, e em meio à pandemia substituiu professores por robôs e em seguida demitiu em massa.

Por isso, em vez de separar os estudantes de universidades públicas e privadas, devemos lutar, juntos, pela estatização das universidades privadas, de modo que tenham vagas para todos nas universidades públicas e pela abolição do filtro social racista e elitista que é o vestibular, que exclui os pobres e os negros majoritariamente das universidades.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui