www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 5 de Agosto de 2020
22:18 hs.

Twitter Faceboock
A mando do governo, Sílvio Santos teria censurado SBT Brasil
Redação

Informações apontam que o motivo para o cancelamento da edição do jornal de sábado da emissora teria sido em relação a divulgação da reunião ministerial. Fabio Wajngarten teria entrado em contato com o genro de Silvio, Fabio Faria (PSD), para reclamar da cobertura da reunião, resultando na não exibição do noticiário.

Ver online

Pela primeira vez o SBT Brasil, principal jornal da emissora, deixou de ser exibido. O programa que deveria ir ao ar no sábado (23/05) não foi exibido. Segundo informações a decisão teria a ver com polêmicas em torno da divulgação ou não do vídeo da reunião ministerial. Na sexta feira o telejornal chegou a exibir trechos do vídeo, o que teria provocado a ira do chefe da Secretaria de Comunicação (SECOM) do governo, Fabio Wajngarten, que procurou o genro de Silvio, o deputado Fabio Faria (PSD), para cobrar a postura servil da emissora.

Vale lembrar que a emissora tem se beneficiado das brigas de Bolsonaro com a Globo, que através da SECOM tem beneficiado as concorrentes com as verbas publicitárias do governo, alimentando o jornalismo chapa branca. Bolsonaro já participou de vários programas da emissora, com Silvio Santos, Ratinho e Danilo Gentili, sempre dispostos a levantarem a bola do reacionário presidente. Programas que inclusive serviram como promotores do ataque aos trabalhadores, a reforma da previdência, sendo muito bem pagos para isso.

Desmentindo as informações, Fabio Faria afirmou que o vídeo da reunião seria exibido na íntegra pelo canal no domingo. A mudança de postura viria junto com o entendimento do bolsonarismo de que o vídeo beneficia o presidente, dialogando com sua base apresentando o brucutu Bolsonaro tal qual esse público gosta. Entretanto, a emissora apenas exibiu 15 minutos do vídeo, com palavrões e ataques do presidente aos governadores, bem ao gosto de seu público.

Justamente, para o bolsonarismo, o vídeo fortalece Bolsonaro ao não apresentar uma prova cabal da interferência dele na PF. A essa base não interessa o esgoto reacionária exibido no vídeo por Bolsonaro, militares e ministros. Ao contrário do que poderia se supor Bolsonaro não está mais debilitado e ainda conta com os apoios de sua base social e dessa mídia chapa branca.

Leia também: Como fica o governo Bolsonaro após o vídeo da reunião ministerial?

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui