www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Sábado 30 de Mayo de 2020
12:06 hs.

Twitter Faceboock
GOVERNO BOLSONARO
Bolsonaro convida a atriz reacionária Regina Duarte para o cargo de secretária da Cultura
Redação

Depois da demissão de Alvim, até então secretário da Cultura no governo Bolsonaro, o presidente convidou a atriz reacionária Regina Duarte para assumir o cargo. A atriz afirmou que irá para Brasília conhecer a Secretaria e que está “noivando” com o governo.

Ver online

Na semana passada, o então secretário da Cultura, Roberto Alvim, foi demitido do cargo após protagonizar um vídeo com referências nazistas nas redes sociais. No início de seu mandato, Jair Bolsonaro optou por desmanchar o Ministério da Cultura e incorporá-lo ao Ministério do Turismo, nomeando para o cargo o dramaturgo Roberto Alvim. Essa decisão causou muita polêmica, uma vez que evidencia a falta de comprometimento do governo com a cultura, governo este que ataca diariamente essa área tão importante.

O Palácio do Planalto afirmou nesta segunda-feira (20) que a atriz Regina Duarte vai a Brasília na quarta (22) para conhecer a Secretaria Especial da Cultura. Ela foi convidada pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir o órgão. Os dois tiveram uma reunião no Rio de Janeiro para tratar do tema. Depois da conversa, ela escreveu que está "noivando" com o governo.

Na ocasião, a atriz Regina Duarte, que já era apoiadora de Bolsonaro abertamente, além de ter mostrado seu caráter reacionário apoiando Serra anteriormente, foi a público expor seu apoio à decisão do presidente. Além disso, a atriz também apoiou cortes de verba na área da Cultura efetuados por Bolsonaro; segundo Regina Duarte os cortes são necessários, pois as administrações anteriores são responsáveis por uma crise financeira no país, e disse ainda que quem não entende e não apoia os cortes de gastos é muito “egoísta nas suas ambições”.

As afirmações de Regina se tornam contraditória quando analisamos seu salário. Segundo uma apuração feita pela revista Veja, a atriz receberia cerca de 60 mil reais para atuar na Rede Globo, valor este que duplica quando a artista está no ar. Além disso, após ser convidada para a Secretaria da Cultura, em que receberia cerca de 15690,00 reais, e não responder positivamente, Jair Bolsonaro ofereceu o cargo de ministra, pois, segundo ele, o governo entende que o nome da atriz é muito reconhecido para o cargo de secretária.

Essas ações do governo só evidenciam que o seu papel é favorecer os que são próximos à corja de Jair Bolsonaro. Como vimos com os ataques seguidos à Ancine, os cortes de sua verba , a censura escancarada que vem ocorrendo a filmes, editais, peças de teatro etc, o projeto bolsonarista é fazer um pente fino na cultura e deixar apenas aquilo que interesse a seus fins, primeiro com a nomeação de Alvim e agora com o convite à Regina Duarte, ambos capacitados para seguir com o projeto de controle da cultura desse governo reacionário.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui