www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 20 de Noviembre de 2019
11:37 hs.

Twitter Faceboock
CHILE
Recorde de 2 milhões de acessos: Esquerda Diário chileno cresce com a revolta popular no país.
Izquierda Diario - Chile
Redação

Durante a revolta popular chilena, o La Izquierda Diario chileno, que faz parte da mesma Rede Internacional de diários digitais do Esquerda Diário no Brasil, deu um importante salto de crescimento, chegando a 2 milhões de acessos e 2.326.752 visualizações, uma audiência recorde.

Ver online

Atingimos um novo recorde a partir de nossa ampla cobertura da revolta popular no Chile. Escrevemos para toda a nossa comunidade, para as centenas de milhares que se informam pelo nosso jornal e para os milhões que veem nossos materiais através de nossas redes sociais, para que continuemos a construir com cada vez mais força uma mídia a serviço da luta popular chilena e a organizar um grande partido revolucionário da classe trabalhadora.

Já se passaram 18 dias de protestos no Chile, que tem ecoado em todo o mundo. O Chile despertou e milhões de pessoas foram às ruas dizendo "Fora Piñera", expressando sua rejeição e cansaço a esse regime herdado da ditadura, como tem sido dito pelos manifestantes "não são 30 pesos, são 30 anos". Jovens, trabalhadores e trabalhadoras, aposentados, mulheres, estudantes, povo mapuche, todos saíram às ruas e enfrentaram o governo de Piñera, a repressão policial e militar e questionaram o “oásis” das transnacionais e dos grandes empresários.

Desde o La Izquierda Diario Chile, com correspondentes em Arica, Antofagasta, Valparaíso, Santiago, Rancagua, Concepción, Temuco e Puerto Montt, e com uma rede de colaboradores em todo o país, nos colocamos ativamente a serviço de noticiar diariamente as mobilizações, ações, assembleias e diversas atividades realizadas. Nosso jornal tem sido uma ferramenta fundamental de difusão, com centenas de vídeos, notas e artigos, fotos e imagens, e para sustentar uma posição independente dos grandes empresários e partidos do regime. O oposto da maioria dos grandes meios de comunicação que tentaram ocultar e criminalizar a luta da juventude e dos setores populares, mentindo para expressar a linha do governo e dos grandes empresários. Enquanto em todas as mobilizações se ouve um repúdio da grande mídia, nosso jornal se destaca como uma voz a serviço dos explorados e oprimidos.

Durante esses dias, fizemos uma ampla cobertura que ganhou a simpatia de centenas de milhares, desde uma posição de combate sempre apoiando a luta do povo chileno e as centenas de protestos que, apesar do desvio que o governo tenta fazer, seguem acontecendo. Denunciamos o estado de emergência dos militares e dissemos muito claramente desde o início que o estado de emergência tinha que ser derrubado com mobilização e greve geral. Aderimos ao "Fora Piñera", e incluímos a esse grito das massas a perspectiva da greve geral, da mobilização e a luta por uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana sobre a queda de Piñera e todas as instituições deste regime herdeiro da ditadura. Também cobrimos e procuramos desenvolver as tendências de auto-organização, acompanhando o trabalho dos comitês, cordões e assembleias de várias partes do país e, neste momento, procuramos destacar a luta que milhares de estudantes secundaristas e de particulares estão realizando.

Durante esse processo, nosso jornal deu um importante salto e chegamos a uma audiência em pouco mais de um mês de 2 milhões de acessos e 2.326.752 visualizações, um importante recorde de alcance considerando que nosso jornal se mantém com a colaboração voluntária de trabalhadores, jovens, mulheres e que não é financiado por nenhum setor empresarial como a maioria dos meios de comunicação do país.

Além disso, queremos compartilhar com todos e cada um de vocês que, através de nossa página, alcançamos 31.591.317 pessoas, aumentando qualitativamente nossa divulgação desde o início da revolta popular chilena. Além da interação através do Instagram e Twitter, nossas redes tiveram um grande impacto de crescimento, e isso também foi expresso em centenas de colaboradores que diariamente buscam tornar a voz deste jornal mais massiva. Vamos continuar construindo um jornal a serviço das lutas dos trabalhadores, mulheres, jovens e estudantes!

Nosso jornal -integrante de uma rede internacional de diários digitais presente em 12 países e em 8 idiomas- e impulsionado pelo Partido de Trabalhadores Revolucionários (PTR) no Chile e pelo Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT) no Brasil tem como objetivo seguir construindo uma voz anticapitalista e revolucionária no Chile e no mundo, que seja uma ferramenta para enfrentar a direita com independência de classe e para organizar milhões de jovens e trabalhadores em um grande partido revolucionário internacional.

Seremos diretos: pretendemos alcançar mais milhões e para isso precisamos de sua ajuda. Enquanto as grandes mídias a serviço dos poderosos recebem milhões do Estado e contribuições de empresários para sua difusão. Nosso diário é mantido por dezenas de jovens, estudantes, trabalhadores, mulheres e pelas centenas de colaboradores que nos ajudam diariamente. Fazemos um chamado à nossa comunidade a seguir construindo uma voz anticapitalista!

Colabore com o fortalecimento da nossa rede internacional de diários, em seus locais de trabalho e estudo, e sigamos difundindo a realidade que afeta a grande maioria da população. Uma voz anticapitalista que busca também construir um grande partido revolucionário e anticapitalista da classe trabalhadora, para que sejamos milhares a dar essas lutas.

Te convidamos a se somar a nossa equipe de colaboradores e colaboradoras!

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui