www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Lunes 16 de Septiembre de 2019
04:01 hs.

Twitter Faceboock
TRABALHO ESCRAVO
Trabalho escravo no interior de Minas Gerais mostra a cara mais cruel do capitalismo
Redação

Operação do Ministério público do Trabalho ( MPT) com a Superintendência Regional do Trabalho (SRT) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), encontrou trabalhadores negros e pobres em condições sub-humanas de trabalho semelhantes ao período da escravidão no Brasil.

Ver online

Segundo informações foram encontrados 66 trabalhadores na região Noroeste de Minas Gerais, no alojamento mantido pelo Condomínio de Empregadores Rurais Santa Maria em condições de extrema precarização de trabalhos.

Os trabalhadores não tinham lugar para alimentação, tendas de proteção à chuva, sanitários e água potável, os alojamentos tinham péssimas condições de vida, os trabalhadores dormiam sob tijolos e madeiras e sem fornecimento de roupas de cama.

Esses trabalhadores são de vários Estados do país, trabalhadores em sua esmagadora maioria negros, que pela precarização do sistema capitalista buscam formas alternativas para conseguir dinheiro e sobreviver a miséria dada pelo Estado.

Esse é o Brasil que tem mais anos de escravidão do que pós abolição da escravatura, essa realidade mostra a face mais cruel de vida que os negros levam no capitalismo. No capitalismo os negros e pobres não tem condições mínimas de vida e muito menos de trabalho. Estamos com altos indicies de desempregados no Brasil e isso só tem a aumentar.

O governo Bolsonaro já mostrou que quer governar para os patrões em submissão ao imperialismo norte americano, Bolsonaro não vai resolver o problema do desemprego do Brasil e muito menos dos trabalhos que super exploram o povo negro e pobre. Pelo contrário, com suas propostas de trabalho precário, como a reforma trabalhista que colocou os jovens a empregos como rappi e ifood, dormindo na rua e pedalando 12h por dia, e como a reforma da previdência, que quer fazer com que morramos trabalhando, Bolsonaro só aprofunda essa relação da exploração para manter o lucro dos patrões e empresários.

O capitalismo é uma máquina de moer negros e isso se expressa de várias formas no cotidiano dos negros e negras. Trabalhos com esse nível de desumanização mostra o que o capitalismo tem de mais brutal para os negros, não podemos aceitar que nenhum trabalhador trabalhe em condições parecidas ao período da escravidão. Período esse que os negros sofreram sua pior desumanização na história mundial, tudo isso com base ideológica e social do capitalismo. Para superar de vez essas mazelas, é preciso dar uma saída profunda à crise com a força da aliança dos trabalhadores com a juventude, sem aceitar que nos explorem para manter o lucro de uma pequena minoria.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui