www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Jueves 14 de Noviembre de 2019
22:36 hs.

Twitter Faceboock
14J: GREVE GERAL
[AO VIVO] Várias cidades do país amanhecem com paralisações da greve geral
Redação

Na Greve Geral do dia de hoje o Esquerda Diário te informa dos principais fatos da luta da classe trabalhadora.

Ver online

No dia de hoje,14 de Junho dia da Greve Geral, a classe trabalhadora manifesta todo o seu ódio contra a Reforma da Previdência, que quer nos fazer trabalhar até morrer. O governo Bolsonaro, o Congresso e o Judiciário golpista estão todos alinhados em aprovar esse imenso ataque da burguesia aos direitos dos trabalhadores.

Contra esse ataque da burguesia a classe trabalhadora se coloca em ação com seus métodos de luta, mesmo diante das tentativas de desvio e negociação das centrais sindicais.

Siga ao longo do dia aqui no Esquerda Diário os principais fatos do dia.

Atualizações

Relatório da Câmara não é uma "vitória", como dizem as centrais: é preciso derrubar a reforma da previdência

Nem mídia consegue esconder apoio aos metroviários-SP no 14J contra Reforma da Previdência

REPRESSÃO Polícia ataca violentamente manifestação de estudantes e trabalhadores da USP, diversos detidos. A polícia atacou violentamente a manifestação quando esta se concentrava no entroncamento da Avenida Vital Brasil com a Avenida Francisco Morato. Há informação de que diversos estudantes e trabalhadores foram detidos. Exigimos sua imediata libertação.

Pela liberdade dos estudantes e trabalhadores da USP presos na greve geral contra a reforma da previdência

60 PRESOS EM PORTO ALEGRE | Cerca de 60 pessoas foram detidas, e pelo menos 40 levadas para delegacias. Várias pessoas ficaram feridas com a repressão policial contra os manifestantes nas garagens de ônibus e na linha de metrô de Porto Alegre e região. Contra a criminalização das greves, exigimos liberdade imediata para os trabalhadores presos.

PANORAMA GERAL | Paralisação dos transportes afeta 16 Estados e DF contra reforma da previdência. Mesmo com a traição de algumas direções sindicais, as categorias de transporte, metroviários e rodoviários, protagonizam as greves nas cidades do país.

Mesmo com traição da UGT e Força Sindical, trabalhadores do transporte estão parando contra reforma da previdência

CAMPINAS
Rodovias importantes fecham em Campinas na greve geral

METALÚRGICOS ABC
14J: Volkswagen e Mercedes paralisadas junto com outras pequenas fábricas do ABC

CURITIBA
Apesar do sindicato, ônibus parados em Curitiba

Por todo o país o setor de transporte protagoniza as principais paralisações em adesão a Greve Geral. Mesmo diante da traição das direções sindicais da categoria de rodoviários.

Em São Paulo, os metroviários amanheceram piquetando estações e garagens da companhia, paralisando as linhas 1,2 e 3 da capital. As estações amanheceram fechadas, mas a companhia colocou em operação o plano de contingenciamento, fazendo funcionar parcialmente alguns trechos.

Em BH todas as dezenove estações do metrô estão paralisadas. Da mesma forma, em Porto Alegre as estações de metrô estão fechadas em adesão à greve. Em Brasília, os ônibus paralisaram enquanto o metrô teve a greve traída pela direção de seu sindicato.

Ao todo pelo menos 12 estados e o DF foram afetados.

De norte ao sul do país as refinarias e terminais da Petrobras paralisam suas atividades.

Repressão

Em Porto Alegre, ainda nas primeiras horas do dia, a polícia reprimiu violentamente os trabalhadores rodoviários que realizavam um ato na frente da garagem da empresa Trevo.

Da mesma forma em Goiânia a polícia militar reprimiu uma manifestação de rodoviários.

Protestos

Na Universidade de São Paulo, estudantes e trabalhadores realizam um ato em unidade em frente ao portão da universidade.

Rio de Janeiro

Neste momento na Capital, estudantes e trabalhadores se concentram na região do INTO, próximo à rodoviária e o bairro Santo Cristo, em um corte de rua convocado para este dia pelas Centrais Sindicais.

Santos

Manifestantes bloquearam a entrada de Santos, no litoral de São Paulo. Após o bloqueio, uma passeata do protesto seguiu no sentido Centro.

Santo André

A Avenida dos Estados foi palco de protestos de manifestantes que queimaram pneus e bloquearam a avenida.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui