www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Jueves 18 de Julio de 2019
22:22 hs.

Twitter Faceboock
MC REAÇA
Indignação seletiva: Bolsonaro lamenta morte de agressor, MC Reaça, enquanto vítima está hospitalizada
Redação

Jair Bolsonaro e seus filhos, o vereador Carlos e o deputado federal Eduardo postaram homenagens e elogios a um MC bolsonarista que no sábado passado, em Valinhos (SP) espancou a sua amante grávida até quase matá-la e em seguida se suicidou.

Ver online

Tales Volpi, conhecido como MC Reaça ganhou notoriedade no ano passado ao gravar músicas em apoio à então candidatura de Jair Bolsonaro à presidência. Um vídeo que compara mulheres a cadelas chegou a ser compartilhado nas redes sociais de Flávio Bolsonaro.

Agora a mulher do governo Joice Hasselmann também fez homenagens ao MC. Enquanto Jair Bolsonaro escreveu que MC Reaça "será lembrado pelo dom, pela humildade e por seu amor pelo Brasil"; Eduardo Bolsonaro grafou que o artista era "gente fina"; Carlos Bolsonaro agradeceu: "Obrigado sempre pela força!".

O que os Bolsonaristas só "esqueceram" de lamentar é que a morte do MC foi um suicídio, não antes de espancar brutalmente sua amante quando a mesma contou-lhe que estava grávida. Esta aí mais uma enorme demonstração do quão falsa é a defesa "moralista" destes setores que odeiam o "feminismo" e quaisquer ideias de libertação, porque no fundo, querem descarregar toda a crise econômica com suas reformas e para isso sabem que precisam se apoiar nos ataques às mulheres, os negros e LGBT e por isso reverenciam figuras de criminosos machistas como Mc Reaça, que só pode ser lembrado como herói em mentes tão doentias e decadentes quanto a de Bolsonaro e seus seguidores.

A amante - que não terá o nome divulgado para preservar a sua privacidade -
é uma agente de viagens de 28 anos, agredida na madrugada do dia 1º e foi internada no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC), em Indaiatuba no interior de São Paulo, com ferimentos no rosto e fratura em dois pontos do maxilar e teve de ser submetida a uma cirurgia. O boletim de ocorrência da agressão foi registrado em outra delegacia, na cidade de Indaiatuba, pelo pai da vítima.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui