www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Martes 10 de Diciembre de 2019
19:11 hs.

Twitter Faceboock
PRIVATIZAÇÃO
Durante protestos do 15M, Doria aprova Projeto de Lei para entregar nossas estatais
Redação

Nesta quinta feira, enquanto inundávamos as ruas em defesa da educação e da luta contra a reforma da previdência, o governador do estado, João Dória aprovou o projeto de lei 01, que visa a entrega das empresas estatais para os grandes capitalistas.

Ver online

Com esta aprovação, o Governo do Estado poderá extinguir ou fundir estatais como a CODASP – Companhia do Desenvolvimento Agrícola de São Paulo, Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo – PRODESP, Companhia Paulista de Obras e Serviços – CPOS, DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S.A, EMPLASA – Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S.A e IMESP – Imprensa Oficial do Estado S.A.

Sob o pretexto de reduzir os custos da máquina estatal, o governador multimilionário visa entregar empresas estatais para grandes empresários capitalistas aumentarem seus lucros em detrimento dos serviços para a população.

Não é casual que a aprovação do Projeto de Lei se dê as pressas, enquanto centenas de milhares de pessoas inundavam as ruas de São Paulo e do país em repúdio aos cortes na educação e a reforma da previdência que pretende impor à classe trabalhadora ter que literalmente trabalhar até morrer.

O desmonte da educação, da aposentadoria e dos serviços públicos é parte de um projeto comum de ambos governos, na esfera estadual e federal, de garantir aos empresários – que são para quem eles realmente governam – os lucros que em uma situação econômica de crescimento pífio e previsões nada alentadoras só pode ser garantido (ou não) a partir da relação de forças entre os sujeitos sociais. Estes ataques aos nossos direitos tem o objetivo de, por um lado, rebaixar o nível salarial de toda classe trabalhadora, assim como restringir ainda mais o acesso aos serviços públicos através das privatizações. Por outro lado, visa garantir que o estado pague os juros dos títulos da dívida pública que nada mais são do que contratos que concedem a banqueiros e empresários que detêm estes títulos o direito sobre grande parte do dinheiro arrecadado pelo Estado por via de impostos e privatizações.

Precisamos organizar a defesa das empresas estatais contra o projeto de privatização de Dória e todo o desmonte dos serviços públicos que veem sendo projetado em todas as esferas dos governos. Isso passa primeiramente por travarmos uma batalha desde os setores da esquerda contra a divisão que as burocracias sindicais – CUT e CTB, dirigidas respectivamente pelo PT e PCdo B - e estudantis – UNE, dirigida também pelo PT - , veem tentando impor as lutas, separando a pauta da defesa da educação da luta contra a reforma da previdência. O PSOL pode jogar um rol importante neste cenário se rompem com seu seguidismo à estas burocracias e coloca sua força conquistada no parlamento e os espaços onde têm peso de direção à serviço da perspectiva de unificar as pautas que estão em curso.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui