www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Lunes 21 de Octubre de 2019
14:44 hs.

Twitter Faceboock
PRECARIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO
400 alunos estão sem aula em uma escola em Fundão (ES) devido a negligência do governo
Redação

Interditada na última sexta-feira (5), Escola Municipal da Praia Grande convive há anos com sérios riscos de uma estrutura precária e falta de segurança. A reforma que os estudantes e trabalhadores tanto cobram da prefeitura, nunca chega.

Ver online

Quase 400 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental da escola municipal Praia Grande, em Fundão, no Espírito Santo estão sem aulas.

Por irresponsabilidade e negligência da prefeitura, que há anos tem conhecimento da situação e nada fez, a escola foi interditada como medida de prevenção mas convive há anos com os riscos de uma estrutura precária, paredes com rachaduras e vigas expostas, janelas com os vidros quebrados e com as do refeitório caindo, teto com infiltrações, fios de energia soltos e banheiros sem azulejos também conta com a falta de segurança total, como a porta da entrada que está com a fechadura quebrada e a vigilância é feita por uma cadeira.

A professora Josiane Loureiro, trabalhadora da escola há 20 anos, declarou a TV Gazeta que a prefeitura já tinha sido cobrada sobre o problema há muito tempo: "A gente vem cobrando, mas não dão resposta e foram só empurrando com a barriga, enrolando e nunca deram resposta para a gente".

Por telefone, a secretária de educação do município, Magda Luíza Bertolini Tótola, afirmou que os alunos voltam a estudar no dia 22 abril em outro espaço, em um prédio ao lado da escola interditada. Acontece que esse prédio, de acordo com os pais e mães dos alunos, também está com a estrutura tão precária quanto a escola interditada. Assim como em outras vezes, protestaram por melhores condições na escola, hoje, esses pais e mães protestaram em frente a esse prédio para impedir que seus filhos sejam transferidos pra um outro lugar que ofereça os mesmos riscos.

A prefeitura de Fundão, após a reação dos pais e das mães, ainda com cinismo, enfatizando o descaso e reafirmando a sua tremenda irresponsabilidade, disse que esse prédio ao lado não oferece risco, pediu que os pais não impeçam a entrada dos alunos e declarou que também passará por reforma, mas não disse quando.

Enquanto cortam verbas na educação e desavergonhadamente continuam negligenciando a manutenção das escolas públicas, os governos garantem seus lucros, em cima das vidas dos estudante e dos trabalhadores. Não podemos esquecer que atacar a saúde e educação é uma prioridade desse governo, e tende a se aprofundar. Precisamos defender o não pagamento da dívida pública, que é uma dívida ilegal ilegítima e fraudulenta, que só enriquece o bolso dos banqueiros, e do imperialismo, e o fim dos privilégios dos políticos, do judiciário e dos militares, para dar uma saída a crise e todos esses problemas nos serviços públicos, para que sejam gratuitos e de qualidade.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui