www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Lunes 20 de Mayo de 2019
02:21 hs.

Twitter Faceboock
PÃO E ROSAS
Mulheres e LGBTs em plenária do Pão e Rosas aprovam moção de repúdio à transfobia de Douglas Garcia do PSL
Redação

Neste último sábado (06), ocorreu a Plenária Estadual de São Paulo de Mulheres e LGBT para debater o Manifesto por um Feminismo Socialista para enfrentar Bolsonaro e a extrema direita impulsionado pelo grupo de mulheres Pão e Rosas. Entre as resoluções da Plenária foi aprovada uma moção de repúdio ao deputado do PSL, Douglas Garcia, por sua fala transfóbica.

Ver online

Reunindo dezenas de trabalhadoras e estudantes, a Plenária debateu os caminhos do movimento de mulheres para enfrentar o governo de extrema-direita de Bolsonaro e o autoritarismo judiciário. Entre as diversas intervenções, debateu-se as expressões deste reacionarismo contra a comunidade LGBT, especialmente as pessoas transgêneras, como a fala do deputado Douglas Garcia do partido de Bolsonaro na Câmara de São Paulo.

PODE TE INTERESSAR: Por que Damares? O que está por trás da liderança contra a “ideologia de gênero”?

Como parte de um feminismo socialista que luta contra toda as formas de opressão, e não apenas inclui as mulheres trans, mas desenvolve uma perspectiva de luta pela livre construção da identidade de gênero, aprovou-se uma moção de repúdio ao deputado e a solidariedade a Erica Malunguinho, que foi atacada indiretamente por essas declarações transfóbicas, sendo a primeira deputada trans do Estado de São Paulo.

Leia abaixo na integra a moção aprovada:

MOÇÃO DE REPUDIO À TRANSFOBIA DE DOUGLAS GARCIA (PSL) CONTRA ERICA MALUNGUINHO (PSOL)

Na última quarta feira (03), o deputado Douglas Garcia do partido de Bolsonaro demonstrou todo seu ódio à comunidade trans ao afirmar que arrancaria aos tapas uma mulher trans que frenquentasse o mesmo banheiro que sua irmã e mãe. Esse discurso de ódio completamente repudiável ocorreu logo após a intervenção da Erica Malunguinho (PSOL), a primeira mulher negra transexual a se eleger na ALESP, denunciar o reacionarismo transfóbico do Projeto de Lei 346, de autoria do deputado Estadual Altair Moraes (PRB) que estabelece "o sexo biológico" como único critério para definição do gênero de competidores em partidas oficiais de Esporte profissional no Estado de São Paulo.

Nós, do grupo de mulheres feminista e socialista Pão e Rosas, declaramos nosso total repúdio ao deputado golpista Douglas Garcia e aos projetos reacionários que na verdade buscam submeter a população trans ainda mais à opressão e segregação que já vivem, proibindo o uso do banheiro ou a participação nos esportes. Também prestamos toda nossa solidariedade à deputada Erica Malunguinho!

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui