www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Domingo 15 de Septiembre de 2019
06:18 hs.

Twitter Faceboock
GREVE SERVIDORES MUNICIPAIS SP
Abaixo ao Sampaprev! Todos à assembleia de servidores municipais em SP amanhã, 13
Nossa Classe - Educação

Com importantes caterorias em greve desde o dia 4, o funcionalismo municipal em São Paulo realizará nova assembleia de servidores amanhã, 13 de fevereiro, em frente ao prédio da Prefeitura de SP, às 14h. Apesar das ameaças e mentiras de Bruno Covas, a luta segue com trabalhadores da educação e da saúde.

Ver online

Leia também: Covas mente e a luta cresce: HSPM adere a greve dos Servidores de SP
Servidores do HSPM aderem à greve contra o Sampaprev.

Mesmo após as ameaças de Bruno Covas de cortar ponto dos professores grevistas com a contratação de professores substitutos - medida que fere o direito de greve -, os servidores seguem na luta contra o Sampaprev e a reforma da previdência. A partir da unificação dos professores e dos servidores da saúde, foram realizadas manifestações que reuniram milhares de servidores, trabalhadores também de outras categorias, estudantes e população, e assim o funcionalismo municipal vem mostrando que pode ser a ponta de lança para que outros trabalhadores também se levantem contra tentativas de implementação da reforma da previdência a nível dos estados ou municípios. Se vitoriosa, essa luta tem o potencial de mostrar aos trabalhadores de todo o país qual deve ser o caminho para enfrentar a reforma da previdência do governo Bolsonaro.

É com este espírito que participaremos da assembleia de amanhã, às 14h, em frente ao prédio da Prefeitura de SP. Os servidores precisam de todo o apoio de outras categorias que também enxergam nessa luta a possibilidade de acabar com as reformas do governo Bolsonaro.

Os sindicatos do funcionalismo, como o Sinpeem de Claudio Fonseca e o Sindsep, devem não podem ficar somente nas falas do alto do caminhão de som, precisam descer à base das categorias e colocar todas as suas estruturas e ferramentas para massificar essa greve, divulgando a força dos servidores em todos os meios de comunicação, com cartazes e panfletagens massivas espalhadas pela cidade, fornecendo todo o suporte necessário para atos regionais e comandos de greve se massifiquem.

As centrais sindicais como CUT e CTB podem e devem começar imediatamente a organizar os trabalhadores contra a reforma da previdência, que ameaça acabar com a nossa aposentadoria, também impulsionando e cercando de solidariedade essa luta dos servidores de SP.

Nós do Nossa Classe Educação participaremos da assembleia levando a política de fortalecimento da greve a partir dos comandos, fomentando reuniões em todas as escolas, com debates que pensem os rumos da greve, elegendo seus próprios representantes para que os servidores tomem os rumos da greve em suas próprias mãos, e exigindo dos sindicatos que cumpram o papel de massificar e fazer essa luta vencer.

Convidamos a todos os servidores, também a trabalhadores de outras categorias e o conjunto da população a se somar a esta luta, apoiando, divulgando, comparecendo às manifestações, pois os servidores podem mostrar o caminho aos trabalhadores de todo o país.

Assembleia dos servidores dia 13/02, quarta-feira, às 14h, em frente à Prefeitura de SP.

Professora Grazieli chama os professores e servidores a participar da assembléia dos servidores municipais de SP na assembleia de amanhã, 13, pela revogação do Sampaprev e contra a reforma da previdência.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui