www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Martes 17 de Septiembre de 2019
02:55 hs.

Twitter Faceboock
Panfletagem na GM SCS leva solidariedade aos trabalhadores. Contra a implementação da Reforma Trabalhista na GM!
Redação ABC

Estudantes e trabalhadores de SP e do ABC panfletaram essa manhã na GM em São Caetano, prestando solidariedade e apoio na luta contra a retirada de direitos planejada pela patronal.

Ver online

Já viemos noticiando nesse diário o enorme ataque que a General Motors (GM) vem planejando para os trabalhadores em SP (São José dos Campos e São Caetano do Sul) e no Rio Grande do Sul (Gravataí). Usando o termo restruturação, a empresa ameaça fechar caso os trabalhadores não aceitem suas investidas de ataques a direitos básicos conquistados pela categoria, propõe a redução dos salários e o aumento da carga horaria, maior terceirização e trabalho intermitente, fim do fretado, entre outras medidas que são para fazer com que os trabalhadores paguem por sua suposta crise.

Leia Também: Para manter seus lucros, GM pretende acabar com os direitos trabalhistas

Na manhã desta terça feira estudantes e trabalhadores de SP e do ABC foram a porta da fábrica se colocando ao lado de trabalhadores na luta para que esse plano de ataques não seja implementado. Dialogar e abrir com os trabalhadores os debates que permeiam esse primeiro mês do governo Bolsonaro. Desde a tragédia capitalista de Brumadinho (MG) a reforma da previdência que se avizinha, além da carta branca dada pelo governo a todos os ataques planejados aos trabalhadores pela empresa, nas palavras de Carlos Costa, secretário do Ministério da Economia: “se precisar fechar (a fábrica), fecha”.

A Professora Maíra Machado estava na panfletagem desta manhã, junto aos trabalhadores e Estudantes. Vejam vídeo que publicou em sua página do Facebook:

Que as centrais sindicais organizem um plano de lutas com assembleias, comitês e todas as formas de organização dos trabalhadores para barrar esse plano da patronal que se implementado na GM ganhará base para ser implementado em outros lugares, precarizando a vida de milhares de pessoas. Não podemos ser nós, os trabalhadores, a pagar por essa crise criada pelos capitalistas. Nossas vidas valem mais que o lucro deles!

Contra a Reforma Trabalhista na GM!
Que os Capitalistas paguem pela crise!

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui