www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 19 de Junio de 2019
02:51 hs.

Twitter Faceboock
FLAVIO BOLSONARO
Flávio Bolsonaro não comparece ao MP-RJ e relatório da Coaf segue sem respostas
Redação

A justificativa publicada por Flávio adia sua ida ao MP para explicar o caso, mantendo em aberto a primeira crise envolvendo o governo Bolsonaro.

Ver online

Imagem: Metropoles

O convite foi feito pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) a Flávio Bolsonaro (PSP) para depor nesta quinta-feira (10) sobre o caso de movimentação financeira atípica de funcionários de seu gabinete na Alerj. O motorista de Flávio, Fabrício Queiroz, está sendo investigado pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) por ter movimentado R$1,2 milhão em benefício da família Bolsonaro e de acordo com o documento repassou R$24 mil para Michele Bolsonaro.

Em nota, o deputado filho de Bolsonaro disse que "como não sou investigado, ainda não tive acesso aos autos, já que fui notificado do convite do MP/RJ apenas no dia 7/Jan, às 12:19. No intuito de melhor ajudar a esclarecer os fatos, pedi agora uma cópia do mesmo para que eu tome ciência de seu inteiro teor." Ainda afirma que compromete-se "a agendar dia e horário para apresentar os esclarecimentos" e afirma ser a grande mídia está induzindo a opinião pública contra ele.

Enquanto Flávio Bolsonaro busca justificar seu longo silêncio por ter sido notificado sobre o chamado poucos dias antes (como se não tivesse tempo de elaborar um resposta), o Juiz Sérgio Moro segue com a história do "empréstimo" não declarado por Bolsonaro, chegando a dizer que quem precisa dar esclarecimentos é o motorista (mesma coisa disse Mourão). Entretanto, o motorista Queiroz também já "furou" um depoimento, por sua vez alegando questões médicas.

A primeira crise importante do governo Bolsonaro mantém a pressão sobre sua família e é uma demonstração de que o golpismo do judiciário não passará seus poderes facilmente para o autoritarismo no Executivo, mas irá subordiná-lo a realização das reformas contra os trabalhadores, como a Reforma da Previdência.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui