www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Martes 31 de Marzo de 2020
13:59 hs.

Twitter Faceboock
REFORMA TRABALHISTA
Estudantes da Estácio se mobilizam contra as 1200 demissões de professores no RJ
Redação

O Esquerda Diário esteve em Campo Grande para apoiar e participar da manifestação de estudantes do Campus West Shopping, contra a 1200 demissões fundamentadas pela Reforma Trabalhista.

Ver online

Estudantes do campus West Shopping da Estácio se mobilizaram hoje em Campo Grande, zona oeste do Rio, contra as 1200 demissões de professores. O objetivo da empresa é o de garantir maiores lucros implementando a reforma trabalhista do golpista Temer e contratando novos funcionários, com menos direitos, sob o regime intermitente (em que se ganha pelas horas trabalhadas).

A Estácio, um dos maiores conglomerados de educação do Brasil, só em 2016, através da exploração da educação e da especulação no mercado financeiro somou R$ 368 milhões de lucro. Ao adotar a posição de demitir para retirar a estabilidade dos profissionais de educação isso fica ainda mais claro.

O Esquerda Diário esteve presente na manifestação no West Shopping e coletou depoimentos dos estudantes que estiveram em apoio de seus professores e contra a reforma trabalhista:

Paulo, estudante de Direito na Estácio:

A Estácio é uma das beneficiárias da política petista do FIES, que entre 2010 e 2013 cresceu 630%, ao mesmo tempo explodiram os lucros da Estácio em 347%, se tornando uma gigante ao lado da Kroton-Anhanguera também beneficiária cresceu 20.000% no mesmo período.

Roni, aluno de Direito na Estácio:

Os alunos fizeram questão de ressaltar que muitos professores trabalharam por até 19 anos na instituição e são descartados no momento em que a empresa decide que não são mais "úteis".

Sandra Maura, aluna de Direito na Estácio:

Pablo, estudante de Direito na Estácio

Rosineia, estudante de Direito na Estácio

Os alunos fizeram questão de ressaltar que muitos professores trabalharam por até 19 anos na instituição e são descartados no momento em que a empresa decide que não são mais "úteis".

Estudantes fizeram chamado para o ato que acontecerá segunda feira as 17h na Estácio unidade Uruguaiana, na Presidente Vargas.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui