Política

RIO DE JANEIRO

Witzel exala ódio aos trabalhadores: “vou privatizar a CEDAE, vou privatizar tudo!”

quarta-feira 19 de junho| Edição do dia

Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo

Na semana passada, em um seminário sobre a odiosa reforma da previdência ocorrida na quinta-feira no Rio de Janeiro, o governador do Rio Wilson Witzel liberou todo seu ódio contra os trabalhadores, declarando que quer privatizar a CEDAE e tudo o mais que sobrou de público no Rio de Janeiro.

-“ Me dá o Porto do Rio de Janeiro que eu quero administrar. Eu vou privatizar, assim como vou privatizar a Cedae, vou privatizar tudo.” – disse Witzel.

Em sua fala, Witzel disse o oposto do que havia “prometido” para certas lideranças sindicais como o MUSPE em troca de votos nas eleições, momento em que Witzel haveria prometido que reverteria a lei de privatização da CEDAE imposta por Temer – que aguarda resultado de uma ação no STF - incluída no Regime de Recuperação Fiscal.
Witzel, o mesmo que participa de Helicóptero em operações assassinas da polícia, como aquela ocorrida em Angra dos Reis aonde uma tenda onde ocorriam orações evangélicas foi metralhada, este mesmo é o que quer proporcionar um maior nível de pobreza e precarização da vida dos trabalhadores e do povo do Rio de Janeiro em geral. Segundo ele:

— “Eu, governador, quero conceder energia elétrica, eólica, gás, quero colocar um gasoduto até a China” —

Uma verdadeira estupidez e uma maldade congênita por parte dos governantes capitalistas, é a única explicação para estas declarações do governador, que é apoiador da atual reforma da previdência, afinal de contas, a CEDAE fornece lucro ao Estado do Rio de Janeiro! Em 2017 o lucro da empresa subiu nove vezes e em 2018 a empresa triplicou seu lucro (R$ 832 milhões)!

Tudo está à disposição do povo do Rio para ser reinvestido para o bem da população, afinal de contas, a empresa não é controlada por um punhado de capitalistas sangue-sugas dos trabalhadores, ou seja, o lucro não vai para o pagamento de caixas 2, de compra de políticos, de contas na Suíça.

E só não há de fato um retorno para a população do jeito que ela merece porque os políticos que controlam as empresas estatais do ERJ, como Witzel, estão mais preocupados em subir em cima de helicópteros da polícia e lá de cima meter bala no povo.




Tópicos relacionados

Wilson Witzel   /    CEDAE   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar