Educação

PERSEGUIÇÃO A PROFESSORES

Weintraub estimula perseguição a professores neste 30M

Ontem (29), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, postou nas redes sociais um chamado para que pais entreguem professores que estão construindo o 30M, dia nacional em defesa da educação.

quinta-feira 30 de maio| Edição do dia

Às vésperas do 30M, Weintraub divulgou nas redes sociais um vídeo em chamado a pais para que denunciem professores que estejam “coagindo” estudantes a participarem dos atos de hoje. Disse ainda que o MEC está “fazendo um esforço muito grande para que o ambiente escolar não seja prejudicado por uma guerra ideológica que prejudica o aprendizado dos alunos”, ou seja, assume estar atuante no reacionarismo que persegue professores.

Foi essa ideologia reacionária, propagada por Weintraub, que demitiu uma professora do Colégio Tiradentes em Minas Gerais, após ter sua aula filmada por alunos defensores do Escola Sem Partido. A perseguição ideológica é difundida pelo discurso de ódio de Bolsonaro e sua corja de extrema-direita censurando professores que estão apenas exercendo sua profissão e expondo suas posições políticas.

Por isso, o Esquerda Diário, rechaça Weintraub e a perseguição aos educadores, motivada pelo discurso de ódio de defensores do Escola Sem Partido e Bolsonaro, que ataca e precariza ainda mais o trabalho dos professores com os cortes na educação e com a Reforma da Previdência.

Todos às ruas neste 30M contra os ataques de Bolsonaro à educação e a Reforma da Previdência! Nossa luta é uma só, não podemos deixar que negociem nosso futuro!




Tópicos relacionados

30M 2019   /    Crise na Educação   /    Dia Nacional de Luta pela Educação   /    Educação

Comentários

Comentar