Política

EDUCAÇÃO

Weintraub e Bolsonaro mentem sobre compra de materiais escolares em Fortaleza

sexta-feira 6 de março| Edição do dia

Segundo informações da Folha, o ministro Weintraub, com apoio de Bolsonaro, divulgou vídeo nesta quarta-feira alegando que a prefeitura de Fortaleza-CE estaria tentando levar crédito por materiais escolares doados pelo Governo Federal. Uma mentira, já que os kits escolares de fato foram comprados em licitação pela prefeitura da capital cearense. Essa “fake-news” de Weintraub e Bolsonaro vem logo após o fomento de um motim miliciano por parte de Bolsonaro neste mesmo estado.

Os materiais escolares são oriundos de compras feitas pela prefeitura de Fortaleza, que realizou uma licitação de R$12,7 milhões para adquirir kits escolares. Weintraub acusa a prefeitura e a secretaria de educação de Fortaleza de colarem adesivos da prefeitura nos materiais, que o ministro afirma de forma mentirosa terem sido doados pelo MEC. Bolsonaro respondeu o tweet do ministro dizendo “Inacreditável”.

Bolsonaro e Weintraub se utilizam de afirmações pura e simplesmente mentirosas para tentar promover uma falsa imagem de que o governo faz algo em favor da educação, contraditoriamente ao fato de que desde ano passado vêm aplicando cortes bilionários em todos os níveis de ensino, sobretudo superior.

É significativo que essa disputa de narrativa do bolsonarismo seja na região com maior oposição a Bolsonaro (o nordeste). Weitraub e Bolsonaro fazem um movimento para tentar atrair a opinião pública para o lado do governo e contra a oposição. Isso vem logo após outro movimento ousado do bolsonarismo no Ceará, com o fomento por parte do Executivo nacional ao motim miliciano da PM cearense, que junto às manifestações reacionárias do dia 15/03 marca a tentativa de um avanço autoritário do bolsonarismo.

O nordeste vem estando no centro de ataques bolsonaristas nas últimas semanas e é a principal região opositora a Bolsonaro. Ainda assim, PT e PCdoB que governam estes estados não representam uma alternativa ao bolsonarismo que seja favorável aos trabalhadores, mostra disso é a aplicação das reformas da previdência estaduais aplicadas nos estados governados pelo petismo. Só a classe trabalhadora e a juventude organizadas podem derrotar o autoritarismo de Bolsonaro e os ataques aos trabalhadores, à educação e aos direitos democráticos, é preciso que o dia 18M seja construído como uma grande paralisação nacional contra os ataques de Bolsonaro.

Leia também nosso Editorial: Enfrentar o projeto autoritário de Bolsonaro para derrotar o plano de ajustes dos capitalistas




Tópicos relacionados

Abraham Weintraub   /    Governo Bolsonaro   /    Ceará   /    Política

Comentários

Comentar