VITÓRIA NA FEUSP

Vitória na FEUSP: CEE recua com a Reforma Curricular

Os estudantes da Faculdade de Educação da USP arrancaram uma conquista: o CEE recuou em sua proposta de Reforma Curricular. Com a luta é possível vencer!

terça-feira 17 de outubro| Edição do dia

De acordo com publicação no Diário Oficial, o Conselho Estadual de Educação retrocedeu em sua proposta de Reforma Curricular para o curso de Pedagogia da USP, renovando o currículo do curso sem as alterações previstas na reforma por cinco anos.

Imagem retirada do Diário oficial

Isso é uma vitória que só foi possível devido à enorme batalha que deram ao longo dos últimos dois meses os estudantes da Faculdade de Educação da USP, ao lado dos professores e de funcionários, com a organização e participação do centro acadêmico do curso de Pedagogia, o CAPPF, dirigido pela juventude Faísca.

Foram dezenas de passagens em salas, muitas panfletagens, rodas de conversa, abaixo-assinado, campanha de fotos e vídeos, e principalmente com fortíssimas assembleias de curso e plenárias das três categorias, contando inclusive com a força de uma forte paralisação no curso com atividade que lotou mesmo numa sexta-feira o auditório da Faculdade de Educação.

Atividade de paralisação da Pedagogia no auditório da FEUSP.

Plenária dos três setores impulsionada pelo CAPPF.

Diretores do CAPPF panfletando sobre a Reforma Curricular.

Paralisação com piquete votada em assembleia dos estudantes da FEUSP.

Sem a força da mobilização não teria sido possível conquistar essa vitória na Faculdade de Educação da USP. Os cursos de licenciaturas da USP, assim como a Unesp e a Unicamp devem seguir o mesmo caminho que a FEUSP: com mobilização, é possível barrar a reforma curricular em todos estes lugares. Os centros acadêmicos e o DCE têm a tarefa de tomar para si este exemplo e impor esta derrota ao governo Alckmin.

Só a luta muda a vida!




Tópicos relacionados

Reforma Curricular CEE   /    FEUSP   /    CAPPF   /    USP

Comentários

Comentar