Mundo Operário

VALLOUREC TEVE QUE PAGAR

Vitória dos operários da Urb Topo contra a multinacional Vallourec

Os trabalhadores da empresa UrbTopo, terceirizados pela multinacional Vallourec, conquistaram hoje o pagamento de todo salário atrasado e direitos devidos pelas empresas UrbTopo e Vallourec. Essa conquista só foi possível pelo exemplo de luta que deram.

Flavia Valle

Professora, Minas Gerais

sexta-feira 23 de setembro| Edição do dia

Estes trabalhadores da UrbTopo, que construíram grande parte do patrimônio da Vallourec, foram demitidos depois da empresa terceirizada decretar falência. Sem pagar o que devia, a empresa Vallourec manteve seu assédio aos trabalhadores terceirizados e suas famílias, passando por necessidades. Hoje, após reunião de conciliação entre a multinacional e o sindicato Marreta a patronal teve que ceder e pagar o que devia.

Foram dias de protesto em frente à Vallourec, embaixo de sol forte e muita intransigência da patronal, que se negou a pagar os direitos devidos e sequer permitiu que retirassem da empresa seus pertences. Enquanto isso, as 92 famílias passaram por necessidades, sem poder fazer as compra do mês, pagar contas e muitos tiveram de fazer dívidas.

Com panfletagem na porta da empresa e atos de rua, os trabalhadores seguiram fortes e unidos e a ainda assim tiveram que passar pela vergonhosa repressão policial contra a manifestação para que tivessem o salário pago pelo trabalho feito.

Essa luta conquistou o apoio dos moradores da região que ao longo de todos os atos prestavam seu apoio e também conquistou o apoio de trabalhadores efetivos da Vallourec, que além de enviarem depoimentos de apoio à luta para o Esquerda Diário, contribuíram com centenas de reais ao fundo de luta.

Acompanhamos os trabalhadores guerreiros da UrbTopo em primeiro lugar desde o Esquerda Diário, divulgando e tentando fazer com que todos conheçam essa luta que serve à toda a classe trabalhadora como exemplo. E também desde a minha candidatura à vereadora em Contagem, de nossa militância da juventude Faísca e do MRT saudamos cada companheiro e companheira que lutaram por seus direitos e mostraram que a unidade dos trabalhadores pode fazer dobrar a sede de lucro da patronal.




Tópicos relacionados

Vallourec   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar