Gênero e sexualidade

RIO GRANDE DO SUL

Violência machista no RS: feminicídios aumentaram 41% em 2018

Um relatório divulgado nesta quarta-feira (09) traz dados revoltantes sobre a violência machista no Rio Grande do Sul. Os feminícidos registrados aumentaram 41% no estado em relação ao ano anterior. O número de mulheres assassinadas por questões de gênero é o maior registrado desde 2012.

quinta-feira 10 de janeiro| Edição do dia

Um relatório da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul registrou o número de 117 feminicídios no estado em 2018. O número é 41% maior do que no ano anterior, quando 83 mulheres foram assassinadas no estado por questões de gênero.

É o número mais alto registrado desde 2012, quando 101 mulheres foram vítimas de feminicídios. A maioria dos casos são fruto de violência doméstica. As tentativas de feminicídio também registraram aumento, passando de 324 em 2017 para 355 2018.

Tais números alarmantes expressam a descaso do Estado em relação à políticas públicas de combate à violência de gênero, endossando o machismo de discursos reacionários como de Bolsonaro e seus apoiadores.




Tópicos relacionados

Porto Alegre   /    Caxias do Sul   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar