Internacional

Vidas trans negras importam: Tony McDade, Presente!

Na quarta-feira, 27 de maio, Tony McDade foi assassinado por um policial em Tallahassee, Flórida. A classe trabalhadora deve permanecer unida contra o racismo e a violência transfóbica perpetuada pelo sistema capitalista.

terça-feira 2 de junho| Edição do dia

Na quarta-feira, 27 de maio, Tony McDade foi assasinado por um policial em frente aos apartamentos da Holton Street em Tallahassee, Flória.

Na terça-feira, 26 de maio, McDad mostrou ferimentos que ele sofreu apos ser atacado por 5 pessoas e descreveu o incidente em um video do Facebook Live. No video, ele afirma que receberá restituição pelo ataque. Ele também expressa profunda frustração com o sistema de encarceiramento em massa, dizendo “Eu e a lei teremos um impasse, porque eu estou farto”. McDade foi indiciado por um grande júri federal em 2009 por posse de arma e munição por um criminoso condenado, e foi solto da prisão federal em 17 de janeiro de 2020, depois de cumprir 10 anos de pena. Ele também havia sido preso diversas vezes entre 1999-2009, e foi sentenciado à prisão estadual em duas ocasiões distintas.

Na quarta-feira, 27 de maio, às 10h45, policiais foram despachados para o quarteirão 2200 da Saxon Street em resposta a uma facada reportada. McDade era suspeito de ter e supostamente estava armado com uma arma, o que "levou o oficial a atirar nele". No entanto, o policial que matou McDade não foi identificado e a cidade ainda não forneceu outras informações sobre o tiroteio fatal. Muitas Vidas Negras foram destruídas devido à especulação de que eles estão armados, como Alton Sterling em 2016, que foi assassinado por policiais em Baton Rouge, depois de supostamente pegar a pistola calibre .38 carregada no bolso. McDade supostamente era portador de uma arma de espingarda, que era "quase idêntica a uma arma de fogo real e só foi possível determinar a arma como sendo espingarda após uma inspeção mais detalhada". Em 2014, a polícia de Cleveland não tomou medidas para diferenciar entre uma arma de brinquedo e uma verdadeira arma no caso de Tamir Rice e, em vez disso, correu rapidamente para extinguir sua jovem vida.

Milhares de pessoas protestam em frente ao histórico bar Stonewall Inn, local de nascimento do moderno movimento LGBTQ+, por justiça para Tony McDade e Nina Pop. Vidas Negras Importam. Vidas queer importam. Vidas trans negras importam.

O assassinato de Tony McDade é o 12º tiro fatal de uma pessoa trans e/ou não conforme ao gênero reportado nos Estados Unidos em 2020, e um de vários assassinatos policiais de negros nos Estados Unidos apenas nessa semana. Até domingo, 31 de maio de 2020, a identidade do policial que o matou ainda não foi liberada ao público. A polícia só proteje a si mesma, a propriedade privada e o sistema carcerário do estado capitalista. Nós devemos abolir a polícia estatal, o sistema carcerário, e o violento sistema capitalista que necessita dela. Nós devemos lutar com uma frente única da classe trabalhadora unida contra o racismo e violência transfóbica.

Tony McDade, Descanse em Luta!




Tópicos relacionados

Violência Transfóbica   /    Homofobia e Transfobia   /    Internacional

Comentários

Comentar