Gênero e sexualidade

BANCADA EVANGÉLICA

Vereador ameaça prender Pabllo Vittar se ela entrar em escolas para ensinar a diversidade

quarta-feira 18 de outubro| Edição do dia

O Vereador e Pastor Ezequiel Bueno, do PRB de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, dedicou 10 minutos de seu discurso no dia de ontem para ameaçar de prisão a cantora Drag Queen Pabllo Vittar.

O Pastor acreditava que Pabllo Vittar iria ensinar a diversidade às crianças nas escolas do Paraná, e por isso ameaçou de prisão. A notícia de que Pabllo Vittar estaria em uma turnê pela diversidade nas escolas, infelizmente, é falsa. Mas as ameaças do vereador LGBTfóbico são bastante verdadeiras.

O discurso reacionário e LGBTfóbico do pastor da Bancada Evangélica na Câmara Municipal de Ponta Grossa pode ser assistido aqui:

Lendo uma matéria falsa, que atribuía à Pabllo Vittar uma suposta turnê pelas escolas para ensinar a diversidade às crianças, o vereador ameaçou de prisão, como ocorria na época em que ser LGBT era crime, há muito pouco tempo atrás no Brasil. Isso é o que, na realidade, esta bancada evangélica reacionária queria poder fazer. A notícia era falsa, mas a incitação e o ódio contra LGBTs por parte do Pastor-Vereador continua sendo verdadeiro!

O pastor na realidade está incomodado com o fato de que Pabllo Vittar é uma das atrações da 28ª München Fest, que acontece em dezembro, em Ponta Grossa. Se dependesse dele, a festa seria censurada.

A bancada evangélica não aceita a diversidade sexual, querem impor seu modo de pensar heteronormativo e patrialcal, e para isso ameaçam a chamar a polícia, instituição conhecida pelo seu machismo. Ameaçam também censurar os LGBTs na televisão, assim como querem impor com o Escola sem Partido, que não se debata gênero nem sexualidade dentro das escolas.

Esta é a forma que eles querem dominar as crianças e adolescentes, doutriná-las com sua mentalidade conservadora que coloca mulheres como submissas e LGBT como criminosos e doentes que precisam ser curados. Enquanto isso, sua Igreja lucra horrores extorquindo o dízimo dos fiéis, não pagando impostos e transformando seu projeto religioso em política através de uma corrupta bancada evangélica.

Azar destes vereadores porque as crianças não nascem preconceituosas e LGBTfóbicas, como mostra o a visita da Drag Queen Femmenino ao colégio João XXIII em Juiz de Fora, para falar de diversidade:




Tópicos relacionados

Homofobia e Transfobia   /    LGBT   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar