Gênero e sexualidade

URGENTE

"Vão liberar geral?”. Damares usa crise do coronavírus para pregar contra aborto

A fala de Damares na reunião que veio à público teve uma série de absurdos, entre eles a reafirmação da importância dos “valores” do governo. A ministra aproveitou para comentar sobre suas posições para que mulheres continuem a morrer por abortos clandestinos no Brasil.

sexta-feira 22 de maio| Edição do dia

“Neste momento de pandemia a gente tá vendo aí a palhaçada do STF trazer o aborto de novo para a pauta, e lá tava a questão de ... as mulheres que são vítima do zika vírus vão abortar, e agora vem do coronavírus? Será que vão querer liberar que todos que tiveram coronavírus poderão abortar no Brasil? Vão liberar geral?”, comentou Damares.

A ministra dos grandes pastores empresários cogita que o aborto voltar a pauta no STF, em relação a mulheres infectadas pelo zika vírus, seria um primeiro passo para a legalização do aborto para mulheres infectadas pelo coronavírus. É visível as preocupações reacionárias de Damares, que pouco se importa com os impactos devastadores da política assassina do governo Bolsonaro que deseja fazer com que a pandemia seja paga com incontáveis vidas para salvar o lucro dos empresários que o apoiam.

Já esperando o alto contágio da população, o medo de Damares é “liberal geral” o aborto, uma hipótese um tanto quanto irrealista neste momento político, levando ainda em conta que o STF continua sendo uma instituição conservadora e reacionária. Damares também faz uma sugestão ao até então ministro Teich que era necessário uma caça às bruxas na Saúde contra as “feministas” que querem legalizar o aborto.

O coronavírus não está sendo usado como justificativa para o aborto, está sendo usado como justificativa para grandes empresários da fé vendão grãos de feijão prometendo milagres, com pastores milionários fazendo riqueza com o desespero da população mais pobre, que vê seus salários sendo cortados, demissões e o aúxlio emergencial negado pelo governo Bolsonaro.

“O seu ministério, ministro, tá lotado de feminista que tem uma pauta única que é a liberação de aborto. Quero te lembrar ministro, que tá chegando agora, este governo é um governo próvida, um governo pró-família.”

Essa é uma das principais pautas tão necessária na defesa dos “direitos humanos” que neste momento nada mais é do que uma ferramenta de Bolsonaro para avançar com sua política genocida, que até o momento já arrancou dezenas de milhares de vidas e muitas mais estão no caminho com o país se tornando o centro mundial da pandemia. Damares mostra que no centro da sua agenda continua a violação do direito ao próprio corpo das mulheres para manter a legalização de mortes por aborto clandestino para a satisfação dos pastores empresários que a apoiam.

Leia mais: Celso de Mello libera gravação escandalosa da reunião de Bolsonaro com ministros

Mais sobre a reunião: Paulo Guedes: “O Banco do Brasil é um caso pronto de privatização, tem que vender essa porra logo”


Para mais informações e análises em relação a essa nova crise política siga acompanhando nossa cobertura. As 21h realizaremos uma live com nossos analistas que debaterão a fundo os avanços dessa crise política. Assista pelo youtube: https://www.youtube.com/watch?v=K0AuKJjs-fs




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    Damares Alves   /    Governo Bolsonaro   /    Crise política   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar