Mundo Operário

CORONAVÍRUS

Valeo Campinas expõe trabalhadores a Covid-19

Recebemos mais denúncias vindas direto de trabalhadores da Valeo Campinas, multinacional francesa de autopeças, que desta vez está enganando seu funcionários após terem sido exposto a Covid-19.

terça-feira 14 de julho| Edição do dia

Segundo as denúncias que recebemos dos trabalhadores da produção, não bastasse não afastarem aqueles que tiveram contato com casos confirmados de covid no interior da empresa, a Valeo também vem escondendo esses casos dos demais trabalhadores. É sabido de pelo menos dois casos confirmados entre o administrativo e a supervisão, que estiveram diariamente circulando pela empresa, passando pelas linhas em contato direto com dezenas de trabalhadores antes de terem sido afastados e terem tido testagem positiva para a doença. Ao invés de afastar preventivamente aqueles que tiveram contato, para evitar a propagação do vírus, a empresa vem escondendo os casos e mentindo para os trabalhadores os motivos reais de quando um de seus funcionários é afastado por ter sido contaminado. Os trabalhadores corretamente se indignam com o total descaso com suas vidas e de seus familiares, que poderiam no mínimo estar tomando medidas preventivas frente ao risco da contaminação caso estivessem alertados do risco que estiveram expostos.

Vale lembrar que a Valeo não é um setor essencial da indústria para o combate à pandemia, e poderia estar com suas portas fechadas e seus trabalhadores em casa protegidos, sem nenhum prejuízo no combate ao coronavírus. Trata-se de uma empresa multinacional, com unidades espalhadas por dezenas de países, com fundos bilionários, mais que o suficiente para manter durante meses os salários de seus trabalhadores. Mas sua sede e abstinência por lucro fala mais alto e, não apenas está seguindo a produção durante a pandemia mundial, como já demitiu centenas de trabalhadores no início da pandemia, mesmo após aplicar a MP936 e 927, como denunciamos neste artigo.

Com seus funcionários seguindo trabalhando, o mínimo seria garantir testagens massivas dentro da empresa e afastar todos aqueles que tiverem sintomas junto com todos aqueles que tiveram contato com os casos confirmados. Porém a Valeo prefere a demagogia e a hipocrisia, investindo em propagandas dizendo que preza pela vida daqueles que trabalham na empresa, enquanto na realidade mente e deixa centenas de trabalhadores expostos a contaminação.




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    Coronavírus e racismo   /    Coronavírus   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar