Educação

USP

VITÓRIA: USP é obrigada a reabrir creche e pré-escola Oeste

quarta-feira 28 de junho| Edição do dia

Ontem ocorreu uma nova audiência referente ao processo que pede a reabertura da creche Oeste da USP. Depois de anos de mobilização e luta e mais de quatro meses de ocupação do espaço da creche arrancamos mais uma vitória em nossa luta em defesa das creches, da educação infantil e contra o desmonte da universidade. Durante os últimos três anos, a reitoria veio impedindo o ingresso de novas crianças nas creches como uma forma de alcançar o objetivo de fechar as creches e, também por esta via descarregar a crise orçamentária pela qual passa a universidade sobre as costas dos trabalhadores, estudantes e professores. Não bastasse isso, em janeiro deste ano a reitoria tentou fechar a creche oeste e retirar todos os equipamentos na calada da noite, transferindo seus trabalhadores de forma completamente arbitrária. A reação da comunidade universitária foi ocupar o espaço e mantê-lo com o caráter de uma creche e tomar todas as medidas possíveis para reverter a decisão da reitoria. No dia 27 de março o movimento conquistou um primeiro triunfo jurídico com uma liminar que determinava a reabertura, a qual a reitoria recorreu e buscou de todas as formas reverter,recorrendo inclusive a ameaça iminente de reintegração de posse com uso da força policial e agora em uma nova audiência a Justiça determinou por unanimidade a manutenção da creche e sua reabertura. Consideramos esta decisão uma importante conquista de toda a comunidade universitária que njão teria sido possível sem a nossa luta a nossa mobilização!! Exigimos que a reitoria cumpra a decisão e reabra imediatamente a creche! ZAGO SAI, CRECHE OESTE FICA!!

Breve resumo da situação

Chegando ao terceiro ano consecutivo no qual a gestão da USP impede suas Creches de matricular novas crianças que deveriam ingressar regularmente, a Reitoria de Zago resolve dar uma cartada final: em janeiro foi determinado o fechado da Creche e Pré-Escola Oeste. Diante de tal afronta, do descaso dos gestores da Universidade e da violência desse processo, a comunidade USP resolve ocupar a Creche - buscando impedir o desmonte do prédio, a destruição do patrimônio material e imaterial da Oeste e dando início a inúmeros eventos culturais e educacionais.

Também em resposta à ação autoritária da Reitoria - contrária às decisões da comunidade USP e mesmo de seu órgão máximo de deliberação, o Conselho Universitário - a Associação de Pais e Professores da Creche e Pré-Escola Oeste, através dos advogados Cristiano Buoniconti Camargo e Fernanda Elias Zaccarelli Sagueiro, deu início a um processo pedindo uma liminar de reabertura imediata da mesma. Entre idas e vindas da questão jurídica, foi conquistada, em 27 de março, a vitória inicial da liminar, determinando a reabertura. A USP entrou com um recurso, e a partir dele, em meados de abril, a liminar foi suspensa. A APEF entrou com um agravo regimental pedindo reavaliação da liminar, e esta ocorreu na manhã de hoje, reafirmando a liminar que determina a reabertura imediata da Creche e Pré-Escola Oeste!!! Dado o tempo para que o juiz seja informado sobre tal decisão, a USP terá 40 dias para efetuar a reabertura!

Enquanto corria o mandado de segurança, a Reitoria da USP também entrou com um pedido de Reintegração de Posse pelo prédio da Oeste com o objetivo de tirar a Ocupação de lá. O pedido foi deferido em abril. Naquele momento, a Ocupação, através do advogado Augusto Luiz de Aragão Pessin e com o apoio da defensora pública Daniela Skromov de Albulquerque, entrou com um agravo e conseguiu uma audiência, na qual a reintegração de posse foi suspensa e o Reitor acusado de tratar a Universidade de forma monárquica!

Reiteradas vezes até a justiça tem demonstrado a ilegitimidade das atitudes da Reitoria da USP e a força oriunda da unidade entre trabalhadores e estudantes vem se manifestando.




Tópicos relacionados

luta por creches   /    SINTUSP   /    Educação   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar