Sociedade

MINAS GERAIS

VÍDEO: professor da UNA Contagem dá uma "aula" cheia de machismo, racismo e LGBTfobia

Circula nas redes sociais um vídeo em que um professor da UNA Contagem expõe todo seu machismo, racismo e LGBTfobia em sala de aula.

quarta-feira 22 de agosto| Edição do dia

Segundo denúncia de alunos ao Esquerda Diário a voz que se ouve no vídeo é do Professor Dr. Fabiano Zica, advogado e Professor na UNA Contagem. Ouça o áudio e leia algumas das falas do professor:

"Não haveria escravidão se o negro não consentisse com ela, nunca teve nada a ver com cor".

"Deus deu um castigo às feministas [...] coloca ’feminista’ no Google e vê lá que ’muiezada’ horrorosa".

"Mulher não tem que se empoderar, o maior poder que a mulher tem é de gerar a vida".

"O feminismo não faz o menor sentido porque a mulher é de fato diferente do homem".

"O feminismo que busca espaço pra mulher na sociedade...gente, a razão é muito simples, a mulher tem menos disponibilidade".

"Porque a mulher ganha menos no mercado de trabalho?! Porquê ela tem menos disponibilidade".

"’ah, isso é culpa da sociedade patriarcal que faz a mulher cuidar dos seus filhos!’ Isso é característica".

"O mercado de trabalho valoriza características masculinas, homem não é ’mimimi’ [...], mulher é ’mimimi’".

"A mulher ’mimimi’ não vai atingir cargos de gestão".

"O homem homossexual ’mimimi’ também não vai atingir cargos de gestão".

"Porque o homem homossexual acaba atingindo grandes cargos? Porque ele tem disponibilidade, o heteressexual vai ter família, vai ter filhos, isso tira disponibilidade, isso empobrece".

"Eu queria que alguém tivesse a ousadia de fazer a marcha dos ’gente’ [...] dia da consciência humana".

"Feminicídio é um negócio absolutamente preconceituoso".

"O Brasil só prende 0,5% dos assassinatos, matar alguém vale a pena, pode matar alguém que a chance de ser preso é mínima".

Foto de capa: Divulgação/Una/Daniel Mansur




Tópicos relacionados

Minas Gerais   /    Contagem   /    Sociedade   /    Negr@s   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar