Internacional

VÍDEO: Prefeito de Minneapolis é expulso de ato após admitir que é contra a abolição da polícia

Durante ato que aconteceu no sábado (06/06), o prefeito de Minneapolis foi colocado contra a parede por manifestantes que o questionaram sobre sua posição em relação à abolição da polícia local. O prefeito, após muita pressão, admitiu que não quer o fim da polícia que matou George Floyd.

domingo 7 de junho| Edição do dia

O Partido Democrata vem tentando fazer demagogia com as manifestações pelas vidas negras nos Estados Unidos. Buscando se diferenciar do racismo escancarado de Trump, prefeitos e governadores democratas dizem apoiar a luta contra o racismo e a violência policial. Mas quando pressionados, fica evidente de que lado realmente estão.

Foi o que aconteceu com Jacob Frey, prefeito de Minneapolis. Após tentar fazer demagogia em relação à luta negra, Frey foi pressionado pelos manifestantes a se posicionar sobre a abolição da polícia local. Após admitir que não quer o fim da polícia que matou George Floyd e incontáveis vidas negras, o prefeito democrata foi expulso pelos manifestantes.

Mesmo com toda a demagogia operada pelo Partido Democrata, cada vez mais vai ficando claro que os negros, migrandes e trabalhadores só podem confiar nas suas próprias forças. A radicalidade dos atos que tomam todos os Estados Unidos abriram uma nova conjuntura no país imperialista, escancarando o DNA racista do capitalista e do Estado norte-americano.

Durante todo o domingo o Esquerda Diário cobrirá às manifestações pelas vidas negras a nível internacional, como também os atos que acontecem hoje em diferentes regiões do Brasil contra a violência policial e o governo de Bolsonaro e Mourão. Acompanhe nossas páginas e lives.




Tópicos relacionados

Coronavírus e racismo   /    Encontro Trump e Bolsonaro   /    negras e negros   /    Donald Trump   /    Racismo EUA   /    Racismo   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar