Educação

#OCUPATUDO

Universidade Federal da Paraíba ocupada por estudantes: A radicalidade no campus da Areia dá o tom

Depois de três dias de Assembleia Permanente estudantil, nos dias 28, 29 e 30 de outubro, de discussões políticas e debates os estudantes do campus de Areia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) tomaram a iniciativa política de ocupar a mesma por tempo indeterminado, desde a segunda-feira 31 de outubro, frente aos ataques do governo golpista institucional de Temer a educação, a saúde, os trabalhadores e a juventude.

segunda-feira 14 de novembro| Edição do dia

A pauta estudantil é clara, lutar contra o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 55 no Senado (antiga PEC 241) que trata do congelamento de investimentos em áreas como Educação e Saúde por 20 anos.

A ocupação do campus de Areia foi o pontapé inicial a ocupações em outros campi da UFPB como o de Bananeiras, Rio Tinto e o de João Pessoa, em particular o Centro de Convivência, desde o início da semana passada.

Lembramos que na Paraíba desde quarta-feira 09 de novembro está ocupado o campus central da Universidade Federal de Campina Grande e desde quinta-feira 03 de novembro o campus de

Sumé no Cariri paraibano

. O governo golpista institucional de Temer não está fraco, mas pode ser derrotado com a energia da juventude que coordenando as ocupações de escolas, universidades e institutos federais podem incendiar a classe operária brasileira e superar a trégua das burocracias sindicais, impondo greve geral contra os ajustes.




Tópicos relacionados

PEC 241/55   /    #OCUPATUDO   /    Educação   /    Juventude

Comentários

Comentar