Educação

DEMISSÕES NA UNINOVE

Uninove demite professores e substitui aulas por palestra motivacional

Trezentos professores da rede particular de ensino Uninove foram surpreendidos na última segunda feira, 22 de junho, ao acessarem as plataformas de aula online, com aviso de demissão. No dia seguinte, 23 de junho foi a vez dos alunos da instituição particular de ensino serem surpreendidos, com a substituição das aulas do dia por uma palestra motivacional do padre Fábio de Melo, intitulada “fortaleça o seu interior e acredite em você”.

quarta-feira 24 de junho| Edição do dia

É inacreditável o completo descaso da Uninove, tanto em relação aos seus alunos, que viram suas aulas serem substituídas por palestra, quanto em relação a parte de seu corpo docente, que foi demitido sem receber sequer aviso prévio. A atitude demonstra claramente os interesses capitalistas da instituição, que visa o lucro em detrimento das condições sócio-econômicas de professores e alunos da rede.

A Uninove, em nota de esclarecimento, atribuiu as demissões à crise provocada pela pandemia do Covid-19. Mas como uma empresa de tamanho porte, com todos os seus analistas financeiros, não previu a possível demissão dos professores e buscou os meios para viabilizar o aviso prévio de 30 dias, como consta da CLT? Erro de análise ou descaso, o fato é que mais uma vez é sobre o ombro dos trabalhadores que caem as consequências.

O ocorrido só demonstra o quanto é perigoso deixar a realização de serviços essenciais, como a educação, nas mãos de instituições privadas, já que estas empresas capitalistas priorizam o lucro ao invés das condições de seus funcionários e clientes e só os levam em conta se:
1) Aumentarão sua margem de lucro;
2) Irão propiciar melhor visibilidade da instituição perante o mercado;
3) Fizerem malabarismos para tentar se mostrar dentro da legalidade perante as leis trabalhistas.

A educação deve ser um serviço sob controle dos trabalhadores e estudantes, sem fins lucrativos, para propiciar ensino de qualidade e bem-estar para a sociedade. O direito à educação deve-se ser de todos e para todos.




Tópicos relacionados

Uninove   /    Demissões   /    Educação

Comentários

Comentar