Política

RIO DE JANEIRO

Uma voz jovem, feminina, negra e anticapitalista para unir e fortalecer milhares

quinta-feira 1º de setembro| Edição do dia

As lutas das mulheres não É só por novas reivindicações, mas para o não retrocesso que a direita conservadora e reacionária tem imposto a todas nós, é uma fração das lutas que travamos cotidianamente e que precisa ser fortalecida. Para além dos direitos para as mulheres, precisamos nos posicionar firmemente ao lado da juventude que tem transformado mundos, das trabalhadoras terceirizadas, em sua maioria mulheres negras e de periferias, lutar pela transformação da educação, pelos direitos dos estudantes e questionarmos a todo momento a quem serve o capitalismo.

Para alcançarmos milhares, levarmos o debate e o diálogo a outras instâncias sociais, unir a força que os trabalhadores, mulheres e jovens possuem e tomarmos o espaço na política - política essa que cria barreiras e oprime a todo momento para não ocuparmos esse espaço - é necessário fortalecer uma voz que não só nos represente, mas que esteja realmente caminhando juntamente, ouvindo o que nós temos a dizer, partilhando suas ideias, compartilhando do suor e da labuta diária para ser voz dentro do sistema político e nos fazer ser ouvidos.

A intensidade vivida e sentida na caminhada da Carolina Cacau em todos os espaços coletivos que ajuda a construir, é vista e reafirmada diariamente. Mulher, negra, professora, estudante que a todo momento se coloca forte e incansavelmente do lado dos trabalhadores e trabalhadoras, secundaristas, mulheres, difundindo e estimulando as ideias anticapitalistas, integrando jovens e incentivando-os a colocarem sua voz para o mundo e batalhar pelos seus sonhos e ideais. Questionando os privilégios dos políticos e levantando a bandeira de que todo político ganhe como uma professora. Lutando contra os cortes e ajustes implementados, contra toda forma de precarização do trabalho, contra a exploração.

Como mulher, jovem e estudante, vivenciei trocas preciosas com a companheira Cacau, que transformaram minha jornada, fortaleceram meus ideais e a minha vontade de construir mudanças, em espaços como a universidade, por exemplo, onde lutamos pela permanência já que as condições postas a nós conspiram a todo momento para nossa desistência, principalmente quando nossa realidade é a escolha entre trabalhar para sobreviver ou estudar.

Ouvir e trocar com a Carolina Cacau, que sempre esteve presente e protagonizou com muitos companheiros muitas lutas e estende e amplia a sua militância ativa e cotidiana, na sua candidatura a serviço de todas essas lutas, é a certeza de que a esperança será fortalecida, que juntos somos mais fortes e que é possível sim, mulheres e jovens ocuparem cada vez mais o espaço na política para colocarmos abaixo todo machismo, opressão e exploração impostos e enraizados há anos no país.

Cacau nos faz apaixonar por uma nova ideia de política, nos faz acreditar que existe político diferente e que esse percurso pode e deve ser construído horizontalmente, coletivamente, quebrando barreiras e fortalecendo-nos uns ao outros. Todo apoio à candidatura da Carolina Cacau, que luta contra toda manutenção das opressões e preconceitos, oposição guerreira e feminina ao que é vigente no governo para fazer ecoar nossa voz por todas as ruas e becos do Rio de Janeiro.




Tópicos relacionados

Eleições 2016   /    Rio de Janeiro   /    Política   /    Juventude

Comentários

Comentar