Sociedade

ELEIÇÕES SÃO PAULO

Uma voz anticapitalista na zona oeste de São Paulo

Na manhã de hoje, 26, realizamos mais um dia de campanha. Fomos à comunidade do Jaguaré e do Mutirão, que fica próxima ao Parque Continental (Zona Oeste de SP), para levarmos as ideias anticapitalistas da candidatura de Diana Assunção para vereadora de São Paulo.

Julia Rodrigues

Estudante da EACH USP

Castor

Estudante Ciências Sociais USP

sexta-feira 26 de agosto| Edição do dia

1 / 1

As desiguais condições de moradia impactam a vida de milhões de brasileiros. A falta de saneamento básico, iluminação e coleta de lixo são problemas que fazem parte da realidade da periferia, fruto da exploração e opressão capitalistas. Ao mesmo tempo que João Dória, candidato do PSDB, vive na 4ª maior mansão de São Paulo e é o candidato com o maior patrimônio declarado concorrendo nas eleições, diversas comunidades sofrem com violentas reintegrações de posse e com a falta de obras de infraestrutura mínimas.

Foi com este espírito de denúncia que nós, da juventude Faísca, ao lado de Vilma, trabalhadora do bandejão da USP, andamos pelas ruas e praças do Jaguaré e do Parque Continental, conversando com os moradores da região sobre a importância de apoiar uma voz anticapitalista contra os privilégios dos políticos e empresários. Enquanto estes ganham altos salários e vivem em mansões, grande parte dos trabalhadores sofre com o desemprego e enfrenta dificuldade para pagar o aluguel.

Conversamos com a população sobre as propostas da candidatura da Diana, dentre elas a de que todo político ganhe o mesmo que uma professora, como parte do questionamento aos privilégios dos representantes dos partidos tradicionais.

Saiba mais sobre a campanha de Diana Assunção em sua página no Facebook e no Esquerda Diário.




Comentários

Comentar