Política

ELEIÇÕES CAMPINAS

Uma campanha anticapitalista para agitar as ruas de Campinas

Nos últimos dias as ideias que levam a campanha de Danilo Magrão, professor da rede Estadual, militante do MRT e candidato a vereador pelo PSOL em Campinas vem alcançando milhares de pessoas nos quatro cantos da cidade.

terça-feira 30 de agosto| Edição do dia

Uma campanha que não tem financiamento de empresários como a de Magrão só consegue acontecer porque envolve centenas de pessoas que acreditam em suas ideias e querem leva-las a diante. A estudante Tatiane Lima relatou que quando distribuía o material de campanha para trabalhadores da Universidade, recebeu muitos apoios referente a proposta de que todo político ganhe como um professor da escola pública: “Realmente, já passou da hora dos políticos ganharem coma a gente para parar de achar que são superiores”. No Ouro Verde, a secundarista Sagui recebeu apoios de gente que dizia “Só esse salário dos políticos já é um roubo, além da corrupção que ainda fazem!”.

O candidato, que participa das panfletagens conversando com os trabalhadores e jovens, ouvindo suas propostas e questões explica o objetivo de defender que todo político ganhe como um professor: “É uma forma de questionar todos os privilégios do Estado, porque política não pode servir para enriquecer como fazem a maior parte dos que entram em seus cargos para servir aos interesses dos grandes empresários contra a população que precisa de serviços públicos de qualidade e emprego digno”.

A campanha também chegou à porta das escolas, hospitais, e das grandes faculdades privadas da cidade, onde os trabalhadores muitas vezes se endividam para estudar enquanto deveriam ter esse direito garantido pelo Estado nas Universidades públicas.

“Nossa campanha é pra causar na política”, disse o professor João que coordena o comitê de campanha. E continuou: “Sabemos que muita gente já não aguenta mais ouvir mil promessas que nunca se cumprem e de gente que entra na política e se separa do que sentem os trabalhadores todos os dias, por isso nossa campanha é para causar contra os mafiosos de Campinas e denunciar esses privilegiados que nem sabem o que é um ônibus lotado, uma fila de hospital ou uma escola sem verba e que com esse golpe passando no Senado como estamos vendo, querem nos atacar ainda mais, não vamos aceitar passivos!”

Queremos mostrar como a lógica do capitalismo é essa, muito privilégio para poucos se protegerem entre si e muita exploração no trabalho e vida precária para a maioria, por isso também propomos uma lei que proíba as demissões que só em Campinas foram mais de 10 mil apenas no primeiro semestre desse ano. Se os patrões fizeram a crise, que paguem por ela diminuindo seus lucros. Não vamos aceitar mais tanta humilhação, o espaço da política tem que servir para fortalecer nossas lutas, por isso não só vou votar como sou parte da construção dessa #VozAnticapitalista em Campinas” declarou Regiane, moradora do Ouro Verde.

Nos próximos dias Magrão e vários colaboradores de campanha vão seguir passando nas casas em todas as regiões da cidade, se você se interessou pelas ideias, quer receber o material e acompanhar as opiniões do candidato sobre a cidade ou colaborar de alguma forma com a campanha pode acessar a página do Danilo Magrão no facebook.




Tópicos relacionados

Eleições Campinas   /    Eleições 2016   /    Campinas   /    Política

Comentários

Comentar