Sociedade

CHAPECOENSE

Um ano da tragédia do Chapecoense: homenagens e a irresponsabilidade das empresas

Há um ano ocorreu a tragédia do Chapecoense. Foram 71 vítimas fruto das condições de trabalho e falta de segurança oferecidas pelos capitalistas.

quarta-feira 29 de novembro| Edição do dia

Hoje (29) faz um ano que ocorreu a tragédia da Chapecoense. As homenagens começaram com uma procissão e uma celebração na catedral da cidade de Chapecó. O time de futebol viajava para a Colômbia e a queda do avião causou a morte de 71 pessoas. A tragédia aconteceu na madrugada do dia 29 de novembro de 2016.

Ocorreu uma procissão que partiu da Arena Condá em direção à Catedral Santo Antônio. Milhares de pessoas fizeram o trajeto com velas acesas ou com as lanternas dos seus celulares na celebração luminosa pelas ruas da cidade catarinense.

Outros eventos estão marcados para o dia, em memória das vítimas do acidente. Às 9 horas, foi aberta a visitação a um corredor com imagens dos mortos na tragédia, entre jogadores, dirigentes e funcionários do clube. A visitação será encerrada às 21h.


Resgate após a queda do avião com o time e a equipe do Chapecoense

A tragédia, que ocorreu devido à uma falha no combustível, mostrou que o piloto pediu uma aterrissagem emergencial, mas que foi negada. Tais indícios, escancararam a forma como as empresas lidam com a vida e o trabalho humano, não prestando as manutenções necessárias aos aviões e colocando os trabalhadores em condições não só inadequadas, mas que geram consequências terríveis.

Veja também: "Falta de combustível é a causa mais provável de tragédia com o avião da Chapecoense"




Tópicos relacionados

Sociedade

Comentários

Comentar