URGENTE

URGENTE: Tropa de choque pretende invadir a Assembleia Legislativa do Paraná a qualquer momento

Na noite de ontem, foi concedida por uma juíza plantonista a reintegração de posse da ALEP, com direito à utilização de força repressiva contra os manifestantes e ocupantes. Em seguida a desocupação, a ALEP pretende realizar a votação que pode aprovar a reforma.

quarta-feira 4 de dezembro| Edição do dia

A tropa de choque da Polícia Militar,comandada pelo governador Ratinho Junior (PSD), informou que vai invadir nos próximos momentos a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP).

A assembleia legislativa estadual paranaense foi ocupada na tarde de ontem (3) por servidores públicos estaduais em greve, que estão em luta contra a reforma da previdência e a total falta a discussão com a população sobre as medidas que implicam mais esse ataque à aposentadoria. As professoras representam o maior número dos servidores, portanto as mulheres podem ser a principal vítima de violência da PM.

A tática repressiva usada pelo governo de Ratinho é parecida com a usada pela na gestão de Beto Richa (PSDB) em 2015, que teve como resultado o massacre de 213 servidores no Centro Cívico. Um verdadeiro escândalo nacional que repercutiu até internacionalmente, com imagens de professoras levando tiro desde o alto de helicópteros e sendo atacadas por cachorros da polícia.




Tópicos relacionados

Paraná   /    Reforma da Previdência   /    Repressão   /    Greve professores Paraná

Comentários

Comentar