Mundo Operário

BUROCRACIA SINDICAL

URGENTE: PT e PCdoB na APEOESP e seu gangsterismo contra a Oposição nas eleições

quinta-feira 25 de maio| Edição do dia

Hoje começou as eleições sindicais para a APEOESP, sindicatos dos professores do estado de São Paulo, um dos maiores da América Latina. A burocracia do PT e do PCdoB, que estão encastelados na direção da APEOESP há décadas e compõem a Chapa 1, não contente em impedir que os professores que compõem uma das maiores categorias de trabalhadores do país tenham ido à marcha à Brasília ontem por não adiarem as eleições sindicais, agora mostram sua decadência absoluta usando métodos que beiram o gangsterismo contra a Oposição.

Em Guarulhos, como se pode ver no vídeo abaixo, os bate paus da Chapa 1 estão invadindo à força a subsede, que é dirigida pela Oposição. Ameaçando fisicamente os professores, os bate paus contratados pela burocracia também arrancaram o portão da subsede para levar as urnas das eleições sindicais. Veja o vídeo:

Há relatos de professores da Oposição que chegaram a ficar sitiados dentro da subsede por conta dos bate paus. “A ação foi coordenada pela CUT regional de Guarulhos que organizou uma ação de banditismo. Eles quebraram toda a frente do sindicato, e levaram as urnas, até o momento são 5 urnas roubadas das Escolas Conselheiro Crispiniano, Luis Braile, Hilda Prates Galo, e Celso Piva. Eles ainda estão armados”, relatou a professora e diretora da APEOESP pela Oposição e militante do MAIS, Eliana Nunes. Uma situação inadmissível, que deve ser conhecida e repudiada por cada professor, em cada escola.

Não é de hoje que a burocracia do PT e do PCdoB da APEOESP se utiliza de bate paus contra os professores. Todos os que já participaram de alguma assembleia da APEOESP já se depararam com os “seguranças” de Bebel e sua turma, que na verdade servem para calar e amedrontar os professores. “Isso é a expressão da crise de legitimidade que essa direção sindical ultra burocratizada tem entre a base dos professores. Aqui na zona norte também repudiamos essa ação da Chapa 1, e também estamos passando o dia entre fraudes e ameaças. Já existem relatos de sumiço de urnas aqui também, como as das escolas Júlio Pestana e Cyrene. Não serão toleradas ameaças, e toda e qualquer tentativa de fraude será denunciada. Basta dessa prática absurda que a burocracia sindical da Chapa1 usa contra os professores na APEOESP. É preciso retomar esse sindicato das mãos da burocracia, e transformá-lo novamente num instrumento de luta”, afirmou Marcella Campos do Professores pela Base e MRT.

Siga ai longo do dia as informações sobre as eleições da APEOESP pelo Esquerda Diário.




Tópicos relacionados

Eleições Apeoesp 2017   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar