Sociedade

GREVE ENFERMAGEM USP

URGENTE: Alunos da enfermagem da USP acampam em frente Hospital Universitário

quinta-feira 30 de novembro| Edição do dia

Há pelo menos três semanas os estudantes do curso de enfermagem da Universidade de São Paulo (USP) estão em greve em defesa do Hospital Universitário (HU), reivindicando a pauta de contratação de funcionários por via da USP.

O HU, que vem sendo sucateado pela gestão de Zago, desde 2014, encontra-se com o PS infantil e agora o adulto fechados, mas outros setores correm também podem vir a fechar.

Dentre as programações que estavam previstas pelos estudantes, está o "dormidaço" em frente ao HU, como forma de protesto ao sucateamento que vem passando o hospital e que resultou também neste fechamento de setores de relevância tanto para os estudantes como para a população.

Veja aqui o cronograma de atividades programada pelos alunos em greve:

Caio, estudante do último ano do curso de enfermagem da USP, fala sobre o acampamento em frente ao HU:

"Esta é uma luta muito significativa para nós que, apesar de termos perdido a pauta no Conselho Universitário (CO) - de contratações de funcionários - estamos com o objetivo de além de chamar atenção da população, e forçar uma negociação com o reitor e com a superintendência do HU para que haja contratação via USP para os dois prontos socorros (infantil e adulto)."

Também há relato de apoio da população aos estudantes que estão acampados.

Nós do Esquerda Diário apoiamos a greve dos estudantes da saúde da USP em defesa do HU e a pauta de contratações de funcionários seja via USP.




Tópicos relacionados

Luta contra ajustes na USP   /    Sociedade   /    USP

Comentários

Comentar