Juventude

SAÚDE

UNE se junta às empresas de convênios médicos para vender plano de saúde aos universitários

A UNE e a AMIL juntas estão vendendo planos de saúde para os universitários. Uma entidade que representa os alunos, uma ferramenta potente de organização dos estudantes em unidade aos trabalhadores, podendo se organizar em defesa do SUS, se alia aos grandes tubarões da saúde.

sexta-feira 24 de novembro| Edição do dia

Foto da propaganda do plano de saúde da Qualicorp apoiado pela UNE

A Qualicorp, uma vendedora e administradora de planos de saúde, se juntou a União Nacional dos Estudantes (UNE), para criar e vender um plano de saúde para universitários pelo valor de 239,00 reais mensais. A UNE compartilha com a Amil, uma das maiores empresas médicas do Brasil.

A UNE, que deveria ser uma ferramenta de organização e luta dos estudantes, em unidade com os trabalhadores, para além de responder demandas dos alunos, colocar em prática também uma massa de jovens em luta na realidade política. Ao invés disso,a UNE que está a anos sob comando da União da Juventude Socialista (UJS), juventude do PcdoB, faz aliança com grandes tubarões da saúde para promover planos de saúde supostamente “acessíveis” para os universitários.

Ou seja, com décadas de subfinanciamento do SUS associada a uma luta constante dos trabalhadores e usuários para implementação de um modelo de saúde pública, gratuita e de qualidade, a UNE acha por bem fazer tal tipo de convênio. É escandaloso que a UNE se alie aos grandes empresários da saúde, ao invés de estar ao lado dos trabalhadores por um movimento de saúde e por uma lógica de saúde operária e popular.

A iniciativa privada, pressiona através dos acordos políticos, como o ministro Ricardo Barros, ferrenho defensor da mudança das regras de convênio e da Reforma da Previdência, e o presidente da Amil, Claudio Lottenberg. Ao contrário de fazer acordo com grandes tubarões da saúde que junto ao governo promovem o sucateamento e a precarização dos hospitais públicos para avançar com seu projeto privatista, o que precisamos é lutar em defesa da saúde pública, por isso, o esquerda diário luta contra toda a privatização da saúde e não pagamento da dívida pública para garantir recursos para os serviços públicos, como saúde e educação.




Tópicos relacionados

UNE   /    Saúde   /    Juventude

Comentários

Comentar