Sociedade

VÂNDALA É A MÍDIA

Tudo pelas reformas: Globo quer transformar ato de massas em “vândalos”

Entre a realidade e a mídia existe um buraco de quilômetros, é evidente aos olhos de todos como a distorção descarada opera para atender a interesses políticos pró reformas de Temer. A cobertura da Globo fez de tudo para transformar um ato de massas em poucos supostos “vândalos”, defendendo mais as cadeiras do que a vida das pessoas quando muitas saíram feridas devido a repressão da polícia.

quinta-feira 25 de maio| Edição do dia

Evitando filmagens aéreas e de profundidade, a mídia em geral buscou diminuir os atos, focando no discurso de vandalismo para novamente tentar jogar a população contra os manifestantes que lutam contra as reformas. Enquanto defende na verdade as reformas que essas sim são um verdadeiro atentado aos direitos trabalhistas e ao direito de se aposentar.

O Jornal Nacional da Rede Globo também seguiu o mesmo discurso usado na greve gera do dia 28, se por um lado tenta incriminar o movimento e dividi-lo entre vândalos e pacíficos, por outro iniciou sua matéria falando que as pessoas que foram a Brasília foram organizadas e “pagas” pelos sindicatos. Para tentar tirar o caráter político e de massas do ato, e transformar em uma ação de interesses de poucos sindicatos que pagam pessoas, como se estar não tivessem convencimento político de ir lutar contra a reforma.

Sabemos que distintos organizações e sindicatos ligados a esquerda, como a CONLUTAS, o MRT, MTST, setores do PSOL, MAIS estiveram presentes, levando amplos setores de trabalhadores e jovens, numa marcha massiva contra as reformas e o governo - muito distante de uma marcha "paga", como coloca a Globo.

Durante a Greve Geral do dia 28, como foi impossível falar que ela não existiu uma vez que ela parou as principais capitais do país, o discurso usado pela mídia foi de que eram justamente ações de sindicatos querendo defender seus privilégios. A Globo, como principal monopólio de comunicação do Brasil, é conhecida pelo seu papel na política nacional e seus interesses reacionários.

Produz opinião para empresários, políticos e elite, não por nada que enquanto mais de 100 mil foram mostrar seu repúdio em Brasília, a Globo de desvira em dois para manter a defesa do regime, e colocar todo o ódio às ações operarias. Contudo essa tentativa não vem surgindo efeito de massas, Temer e as reformas seguem amplamente rechaçadas.




Tópicos relacionados

Mídia   /    Sociedade

Comentários

Comentar