Internacional

TRANSFOBIA EUA em mais um gesto d

Trump proíbe transexuais nas Forças Armadas dos EUA em mais um gesto LGBTfóbico

quarta-feira 26 de julho| Edição do dia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, utilizou sua conta no Twitter para discriminar novamente a comunidade LGBT ao declarar que pessoas transgênero não poderão mais ingressar em nenhuma função das Forças Armadas dos Estados Unidos sob o pretexto de que a presença destes causariam "transtornos" e "Tremendos custos médicos"

Esta não é primeira vez que Trump demonstra toda sua LGBTfobia publicamente. Assim que assumiu, Trump mandou cancelar as sessões LGBT da página da Casa Branca e dos formulários de pesquisa nacional. Depois, derrubou o direito a usar banheiros de acordo com a identidade nas escolas.

Em 2016, as pessoas transgêneros superaram a proibição imposta pelo governo e haviam conquistado o direito de alistar-se nas Forças Armadas com a condição de que houvessem iniciado a transição há pelo menos 18 meses. A nova regra começaria a valer neste ano, mas foi prorrogada para 2018 após argumentos do Pentágono de que incluir as pessoas trans era uma decisão política e que haviam dúvidas de que essas pessoas eram "capazes de defender a pátria".

A volta da proibição se dá no marco do caráter reacionário que Trump sempre personificou como poucos e que utiliza demagogicamente para conquistar espaço na camada mais conservadora da sociedade estadunidense.

São inúmeros casos de pronunciamentos machistas e lgbtfóbicos antes, durante e depois de assumir seu posto na Casa Branca, como a liquidação da secretaria para assuntos LGBTs no governo, a suspensão do uso de banheiros transgêneros nas escolas americanas e, mais recentemente, se manteve calado, não reconhecendo o mês de Junho como mês de Orgulho LGBT.

Além disso, Trump se cerca e fortalece setores abertamente anti-LGBT, como é o caso de seu Vice Presidente, Mike Pence, que é defensor de uma "Lei de Liberdade Religiosa" que permite às comunidades religiosa discriminarem LGBT em suas práticas.

O anuncio discriminatório de Trump trás à tona uma pratica tristemente comum para pessoas transgênero: a realidade de terem de mentir e se esconder para poderem ser minimamente aceitas na sociedade. Além disso, remonta o histórico ódio aos LGBT inerente ao estado capitalista americano, que é responsável por perpetuar esta opressão na sociedade sendo inimigo dos LGBT apesar do que dizem os democratas.

Confira o anúncio do presidente dos Estados Unidos:

"Depois de consultar meus generais e especialistas militares, o Governo dos Estados Unidos não aceitará indivíduos transgênero nas Forças Armadas. Nossos militares precisam estar focados na vitória e não podem arcar com os tremendos custos médicos e a perturbação que os transgêneros representarão para as Forças Armadas”




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    Homofobia e Transfobia   /    Internacional

Comentários

Comentar