Internacional

IMPERIALISMO

Trump pressiona militares venezuelanos a apoiarem o golpe e derrubar Maduro

terça-feira 19 de fevereiro| Edição do dia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse aos militares venezuelanos: "se vocês escolherem esse caminho [apoiar Maduro], não vão encontrar porto seguro, saída fácil ou outro caminho. Vocês vão perder tudo". Sob ameaças Trump quer que aceitem de qualquer jeito Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela.

É mais do que claro o carácter fantoche do autodeclarado governo Guaidó, encorajado pelo imperialismo para que se forme líderes de direta em toda a América Latina para submeter cada vez mais os países ao capital estrangeiro. Precisamos ser contra o golpe, mas, sem dar qualquer apoio a Maduro, que nem de perto é um governo socialista, isso é uma sacada para que a direita ganhe cada vez mais espaço para aplicar ataques mais duros no conjunto da classe trabalhadora com o discurso de uma falsa "melhoria".

O Estados Unidos é o articulador do golpe, e com o seu aval e da direita golpista continental, Guaidó se auto proclama presidente da Venezuela. Inclusive Bolsonaro foi um dos que se manifestou primeiro em apoio a ingerência imperialista de Trump.

Trump usou a situação da Venezuela para dizer que: "o socialismo está morrendo na América Latina". "A liberdade, a prosperidade e a democracia estão renascendo". Enquanto o povo venezuelano ocupa as ruas contra a miséria causada por Maduro, Trump faz um discurso totalmente demagógico, e aproveita para girar a chave para um lado reacionário identificando o socialismo à miséria, e o reconhecimento do governo Guaidó o

Não podemos apoiar nenhum dos dois lados. Nem o golpe da direta e a ofensiva imperialista no país, e nem o bonapartismo autoritário do Maduro. Somente uma saída própria dos trabalhadores venezuelanos podem tirar o país da miséria criada pelo governo Maduro, e impedir o avanço do imperialismo que significa a continuidade e o aumento da mesma espoliação e miséria da Venezuela.




Tópicos relacionados

Imperialismo   /    Donald Trump   /    Internacional

Comentários

Comentar