Trump, o conselheiro xenófobo, sugere à Espanha um muro no Saara contra imigrantes

Douglas Silva

Estudante da UFJF

quinta-feira 20 de setembro| Edição do dia

Donald Trump, o presidente que teve toda sua campanha e atual governo mergulhado em declarações e políticas xenofóbicas, sugeriu ao ministro das Relações Exteriores da Espanha, Josep Borell, a construção de um muro no deserto do Saara contra a imigração. A declaração, confirmada pela chancelaria espanhola ao jornal inglês ’The Guardian’, é mais uma demonstração da xenofobia escancarada do presidente norte-americano.

Trump, que teve como umas das principais propostas de campanha a construção de um muro entre o México e seu país, deixou claro, também, seu desconhecimento geográfico quando afirmou que "a fronteira do Saara não pode ser maior do que a nossa fronteira com o México". Deixando a estupidez de lado, o fato é que o republicano, mais uma vez, como com sua política de enjaulamento de crianças imigrantes nos EUA, esbanjou suas intenções xenofóbicas para além das fronteiras americanas.

O desejo de Trump em construir "muros anti-imigrantes" é parte de uma mesma política de países imperialistas e seus partidos nacionalistas e xenofóbicos, que veio crescendo nos últimos anos, em atacar aqueles que, muitas das vezes, fogem de seus países natais por conta de guerras alimentadas pelo próprio EUA e Europa.




Tópicos relacionados

Imigrantes   /    Donald Trump

Comentários

Comentar