Política

SUBMISSÃO

Trump elogia discurso de Bolsonaro: está ávido para aumentar o saque do Brasil

Bolsonaro submisso prontamente agradeceu ao "senhor Trump". Senhor que é o herói que salvará o Ocidente segundo seu Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

terça-feira 1º de janeiro| Edição do dia

Uma das pessoas que parece estar bem animada com a posse de Jair Bolsonaro é Donald Trump, presidente dos Estados Unidos. No Twitter o presidente americano falou que foi um “grande discurso” o que Bolsonaro realizou no Congresso brasileiro. Servil em atender a seu “senhor”, Bolsonaro retwittou agradencendo: ’’Senhor Presidente Trump, agradeço suas palavras de apoio. Juntos, sob a proteção de Deus, traremos mais prosperiedade e progresso ao nosso povo’’.

Bolsonaro foi eleito em eleições manipuladas pelo judiciário que prendeu arbitrariamente Lula e impediu o direito da população votar em quem ela quisesse. Essa manipulação, apoiada pelas Forças Armadas tem como objetivo consolidar o golpe institucional que colocou Temer na presidência e tentar mudar a correlação de forças no país, impondo maiores ataques à classe trabalhadora bem como aumentar a subordinação ao imperialismo, especialmente aos EUA.

Bolsonaro pretende aprofundar o legado do Temer e aprofundar a entrega do petróleo brasileiro para os Estados Unidos, estudando acabar com o regime de partilha para o pré sal, mudando para o regime de concessão, onde a arrecadação dificilmente chega ao 40% bem como avançar na privatização da Petrobras. Além de entregar o petróleo, Bolsonaro promete acelerar a privatização de aeroportos e entregar os bancos nacionais ao imperialismo.

É preciso organizar a luta em cada local de trabalho e estudo para impor à A CUT e a CTB que rompam com a sua “paz com Bolsonaro” e organizem um plano de luta contra os ataques e as privatizações que Bolsonaro pretende implementar. Mais do que nunca é preciso preparar um plano de lutas para fazer com que Bolsonaro não tenha nenhum minuto de paz durante o seu governo reacionário.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Imperialismo   /    Donald Trump   /    Política

Comentários

Comentar