Mundo Operário

PORTO ALEGRE

Truculência policial contra trabalhadores da Carris

Policiais armados abordaram de maneira truculenta e sem motivo um ônibus da Carris na tarde desta quarta (1o) em Porto Alegre. A cobradora, que está grávida, ficou em estado de choque e teve de ser levada ao Pronto Socorro.

quarta-feira 1º de fevereiro de 2017| Edição do dia

As informações são de pessoas que estavam presentes no local e relataram o ocorrido pelo Facebook, e também da página Manifesto POA.

Um ônibus da Carris, o C2 Circular Centro, estava dobrando a rua Demétrio Ribeiro, no Centro de Porto Alegre, quando acidentalmente acabou raspando em um carro mal estacionado da Brigada Militar. Logo os policiais desceram do carro portando pistolas e apontaram para o motorista e a cobradora, que está grávida.

Os policiais continuaram a abordagem aos trabalhadores e passageiros de maneira truculenta, fazendo com que a cobradora grávida entrasse em estado de choque. Logo chegou o BOE (Batalhão de Operações Especiais), e seguiram assustando a população no entorno, os passageiros e os trabalhadores rodoviários.

Não por acaso, esse caso de truculência ocorreu bem no dia em que parte da categoria de rodoviários opera sob "operação tartaruga" (dirigindo de maneira mais lenta), para protestar contra a proposta da patronal de reajuste salarial parcelado. A situação se torna ainda mais absurda por conta da recente proposta do novo prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB) de extinguir o cargo de cobrador.

A cobradora foi levada ao Pronto-Socorro em estado de choque. Até o momento da publicação não temos mais informações sobre o estado de saúde da trabalhadora.




Tópicos relacionados

Porto Alegre   /    Caxias do Sul   /    Repressão   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar