Sociedade

TRENSURB

Trensurb quer aumentar tarifa para R$4,20 um ano depois de aumento de 94%

Um ano após o inédito e absurdo aumento de 94%, de R$ 1,70 para R$ 3,30, agora a empresa pede mais um aumento de quase 30%, para R$ 4,20. A escassez da verba repassada para a estatal recai sobre o bolso dos trabalhadores e estudantes que dependem do trem para ir e vir na região metropolitana de Porto Alegre.

sexta-feira 1º de fevereiro| Edição do dia

O presidente da Trensurb encaminhou o pedido de aumento para o Ministério do Desenvolvimento Regional, que ainda precisa aprovar o aumento. O pedido de reajuste de 27,3% é superior à inflação no mesmo período. Somando com o aumento do ano passado, fixar a tarifa em R$ 4,20 significaria um aumento gigantesco de 147% em apenas 2 anos.

Contrastando com os aumentos na tarifa, a qualidade do serviço só decresce em virtude do orçamento curto destinado à empresa. Um exemplo recente do que significa o desmonte do Trensurb foi o acidente que vitimou e matou um trabalhador no início de janeiro desse ano, que foi atingido por um trem antigo em que não havia câmera acoplada.

Ao mesmo tempo que a tarifa sobre, os salários dos trabalhadores e estudantes que precisam usar o Trensurb continuam os mesmos. A conta da crise é imposta aos trabalhadores e à juventude que pagam cada vez mais caro por serviços cada vez mais precários.

O sindicato dos metroviários, Sindimetrô – RS, chamou um ato para a próxima quarta-feira, dia 06 de fevereiro, às 18h, na estação Mercado. É necessária a união entre os trabalhadores metroviários e os passageiros para barrar este absurdo aumento da tarifa. Também para lutar contra o desmonte da empresa, que é do interesse da trupe privatista de Bolsonaro e Paulo Guedes, que querem abertamente “privatizar tudo” para aumentar o lucro dos capitalistas. A luta dos trabalhadores pode barrar as privatizações e impor um transporte público de qualidade, 100% estatal e sob gestão dos trabalhadores.




Tópicos relacionados

Precarização do Transporte Público   /    transporte público poa   /    Tarifa   /    Ferroviários   /    #contraoaumento   /    Porto Alegre   /    Sociedade   /    Transporte   /    Aumento da Passagem   /    Metrô

Comentários

Comentar