Sociedade

AUMENTO NA PASSAGEM

Transporte público de Valinhos aumenta para R$4,70

Na última terça-feira (16), a Prefeitura de Valinhos(SP) anunciou o reajuste na tarifa do ônibus, passando de 3,80 para 4,70, mesmo valor cobrado em Campinas(SP).

Nicoli Barbosa

jovem trabalhadora

sábado 20 de janeiro| Edição do dia

(Foto: José Eduardo Garcia Pontual)

Já se ouvia rumores de que a passagem aumentaria desde o mês anterior, mas surpreende a população com aumento considerável de 0,90 centavos. O governo de Valinhos alega que a frota utiliza o diesel como combustível, que aumentou mais de 50% entre 2016 e o começo deste ano.

A prefeitura justifica o aumento da passagem pelo fato de ter ficado dois anos sem reajustar, e que no ano anterior (2017), a atual empresa responsável, Sou Valinhos, tinha acabado de assumir e, por contrato precisava do prazo de um ano para corrigir os valores.

A tarifa entrará em vigência a partir de 1° de Fevereiro. Funcionários da empresa esclarece que a medida advém do Prefeito Orestes e que não possui informações.

É necessário que a população valinhense se organize e posicione contra esse aumento absurdo que nos querem impor a qualquer custo, realizando ato e defendendo a estatização do transporte público que é nosso por direito, e não uma mercadoria.

Mas por que estatizar o ônibus? É uma pergunta que deve estar se fazendo. As empresas privadas estão preocupadas apenas com o lucro que recebem as nossas custas, são parasitas dos recursos públicos que embolsam subsídios altíssimos engordando os bolsos particulares.

A luta pela estatização vai além disso, é por um transporte de qualidade; melhores condições de trabalho para os funcionários, como salários, jornadas justas e efetivação para que não se submeta aos postos de terceirizados; e real redução da tarifa.

Colocar sob o controle dos trabalhadores e usuários, é o que assegura o verdadeiro combate à corrupção, organização das linhas postas a circular de acordo com a necessidade de cada bairro, e garantia da isenção do pagamento a juventude, desempregados, aposentados e demais que precisam. Assim, garantindo à todos o acesso a espaços de lazer, esporte e arte.

Organizar a luta pela classe trabalhadora é fundamental para barrar o aumento do transporte, se espelhando nos anos anteriores onde a população foi pra rua e venceu o enfrentamento, agora, com um objetivo maior sendo a estatização. Que a voz do povo seja ouvida e tomemos em nossas mãos nossos futuros!




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Aumento da Passagem   /    Campinas

Comentários

Comentar