Política

CORONAVÍRUS

Tragédia evitável: 58% dos recifenses perderam um ente querido de Covid-19

Pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Uninassau mostra que 58% dos habitantes da capital pernambucana perderam um amigo ou parente pelo coronavirus, enquanto 73% conhecem alguém que contraiu a doença. Uma tragédia perfeitamente evitável.

quinta-feira 25 de junho| Edição do dia

Desde o início da pandemia alertamos o óbvio: sem um plano de combate à pandemia que incluísse testagem em massa e mais leitos e UTI, a pandemia que poderia ter sido contida sem ceifar milhares de vidas. O resultado vem: são mais de 50 mil mortes, além da imensa subnotificação.

Para termos uma ideia, uma pesquisa em pernambuco mostra o seguinte: 58% dos recifenses perderam um ente querido nessa pandemia, como um parente ou um amigo.

Sim, em um período de 3 meses, mais da metade dos habitantes da capital recifense perderam alguém por causa do total descaso dos prefeitos, governadores e do presidente. Algo que, provavelmente, não se via na história recente há tempos. Algo que podia ter sido evitado se desde o início se houvesse testagem massiva.

No entanto, o governador Paulo Câmara (PSB) parece querer fazer esse número crescer. Mesmo com os avisos de que a contaminação se alastra de forma preocupante no interior, quer abrir shoppings e permitir a retomada da construção civil sem nenhum plano de testagem em massa.




Tópicos relacionados

Paulo Câmara (PSB)   /    Pernambuco   /    Coronavírus   /    Recife   /    Política

Comentários

Comentar