×

Solidariedade de classe | Trabalhadores em greve do Detran no RN e da RedeTV em SP trocam solidariedade nas lutas

A solidariedade de classe cruzou o país com a reciprocidade de apoios entre os trabalhadores em greve da RedeTV de São Paulo e do Detran do Rio Grande do Norte.

sexta-feira 10 de setembro | Edição do dia

No Rio Grande do Norte, ocorre a greve dos trabalhadores do Detran, que lutam há uma semana pelos direitos da reposição salarial, gratificação e para a realização de concurso público. Os servidores, que enfrentam a direção do órgão público e o governo do estado, de Fátima Bezerra (PT) e batalham pela negociação das pautas, tiraram fotos em apoio à greve da RedeTV em São Paulo.

"Boa tarde, pessoal da Rede TV... Nós servidores do Detran-RN somos solidários com o movimento de vocês que também estão em greve. No processo de lutas por melhores condições de trabalho, é honroso para nós está sempre apoiando as categorias que não se curvam aos pés dos patrões!", declarou trabalhador ao Esquerda Diário.

Em vídeo, os trabalhadores da RedeTV em greve na capital paulista, expressaram apoio à luta que ocorre no Detran no Rio Grande do Norte. A greve em SP ocorre com mais de 200 trabalhadores da RedeTV há 9 dias, reivindicando o pagamento de 17% de perdas referentes a 4 anos de defasagem nos salários. Protestam também contra anos de calote no FGTS, PLR e INSS, além dos atrasos recorrentes no pagamento de benefícios e os recorrentes desvios de função utilizados como regra para pagar salários menores.

É emocionante e de extrema importância estratégica essa expressão de unidade entre as fileiras da classe trabalhadora. Nós do Esquerda Diário nos colocamos lado a lado de cada trabalhador em luta, como nas lutas da MRV em Campinas-SP, da Sae Tower em Betim-MG e da Carris em Porto Alegre-RS. Assim como estamos ombro a ombro com os povos originários acampados há semanas e que realizam a Marcha de Mulheres Indígenas em Brasília, contra o Marco Temporal de Bolsonaro e STF.

Bolsonaro, Mourão, militares, Congresso e o Judiciário são responsáveis por cada ataque que a classe trabalhadora e os povos oprimidos vêm passando, como a Reforma Administrativa e o PL 490, assim como as quase 600 mil mortes por covid e a carestia de vida, como a inflação dos alimentos. É essencial a unificação das lutas em curso, por isso também fazemos um chamado ao conjunto dos movimentos sociais e às organizações de esquerda, como o PSOL e o PSTU, a colocar o peso de seus parlamentares, das centrais sindicais como a CSP Conlutas e as Intersindicais, as entidades estudantis que dirigem para conformar um polo antiburocrático que cerque de solidariedade os focos de resistência em curso, e a levantar uma forte exigência às direções burocráticas pela necessidade de um plano de lutas que unifique indígenas, trabalhadoras e trabalhadores rumo a uma forte paralisação nacional para enfrentar nossos inimigos e seus ataques. Porque a CUT e a CTB fazem de tudo para que fiquemos esperando as eleições, tentam conter a poderosa força da gigante classe operária, sendo que o PT e o PCdoB, partidos que dirigem essas centrais sindicais, também são protagonistas dos ataques, como a aprovação da Reforma da Previdência estadual de Fátima Bezerra (PT).

Essa é a hora da classe trabalhadora entrar em cena! Todo apoio às greves da RedeTV em São Paulo e do Detran no Rio Grande do Norte!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias